12 de novembro de 2019 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
HVM
GERAL

Operação contra invasão do Maracanã tem 19 presos e um morto

22 outubro 2019 - 12h53

Subiu para 19 o número de presos na Operação Olhos de Águia, da Polícia Civil do Rio de Janeiro, deflagrada hoje (22), que desarticulou uma quadrilha que pretendia invadir o Estádio do Maracanã amanhã, quando o Flamengo enfrenta o Grêmio, na segunda partida da semifinal da Taça Libertadores da América. No primeiro jogo, em Porto Alegre, houve empate: 1x1.

Segundo a Polícia Civil, a investigação começou na sexta-feira (18), quando foi identificado um grupo no WhatsApp em que supostos torcedores do Flamengo combinavam a ação. Foram identificados mais de 100 participantes do grupo e expedidos 27 mandados de prisão temporária. Por volta das 12h de hoje, 19 dos mandados haviam sido cumpridos.

Maracanã, Rio de Janeiro
Maracanã deve receber mais de 60 mil pessoas amanhã, no clássico Flamengo x Grêmio   (Arquivo/Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Segundo a delegada Carina Bastos, da 18ª DP (Praça da Bandeira), policiais infiltrados no grupo tiveram acesso a mensagens de áudio e vídeos com ameaças de morte a agentes das forças de segurança e a intenção de praticar roubos, causar danos e constranger torcedores do Grêmio. Além dos mandados de prisão, foram intimadas a prestar esclarecimentos outras 89 pessoas.

Pelo menos uma pessoa morreu e duas foram baleadas na operação, quando os agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) foram recebidos a tiros na comunidade do Jacarezinho. A polícia não informou se as vítimas estão relacionadas ao caso, que está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Capital.

FULLBANNER
Segov Vitimas Full Banner