08 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
agecom
TERRORISMO

Número de mortes por terrorismo aumenta 80% em 2014

Apesar de concentrado, o terrorismo tem se estendido a um maior número de países

17 novembro 2015 - 11h52Da redação
HVM

O número de mortes por terrorismo aumentou 80% em 2014, em comparação com o ano anterior, informa relatório internacional divulgado hoje (17). É o maior aumento anual dos últimos 15 anos.

O Global Terrorism Index (Índice do Terrorismo Global - ITG) 2015, feito pelo Instituto para a Economia e Paz (IEP), sediado em Sydney, na Austrália, indica que o terrorismo continua “muito concentrado”, com 78% das mortes no ano passado registradas em apenas cinco países – Afeganistão, Iraque, Nigéria, Paquistão e Síria.

Apesar de concentrado, o terrorismo tem se estendido a um maior número de países. De acordo com o estudo, o número de países com mais de 500 mortes passou de cinco em 2013 para 11 em 2014, um aumento de 120%.

O ITG acrescenta que a Somália, Ucrânia, o Iêmen, a República Centro-Africana, o Sudão do Sul e Camarões são os seis novos países com mais de 500 mortes em consequência do terrorismo.

Também aumentou oito vezes o número de países com pelo menos uma morte atribuída ao terrorismo, para um total de 67. Entre eles estão integrantes da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), como a Áustria, Austrália, Bélgica, o Canadá e a França.

O estudo destaca, no entanto, que cerca de 60% dos 162 países que abrange “não registraram qualquer morte por terrorismo em 2014”.

Os resultados indicam ainda uma intensificação da ameaça terrorista na Nigéria, que teve “o maior aumento de mortes devido ao terrorismo já registrado por qualquer país -  mais de 300%, para 7.512”.

Segundo o relatório, ao movimento radical islâmico Boko Haram, que atua na Nigéria desde 2009, juntou-se em 2014 outro grupo terrorista, os militantes Fulani, que mataram 1.229 pessoas.

O Boko Haram tornou-se o grupo terrorista que mais mata no mundo”, diz o ITG. O número de mortes atribuídas ao Boko Haram no ano passado é 6.664, enquanto o movimento extremista Estado Islâmico é considerado responsável por 6.073 mortes.

As duas organizações são responsáveis por 51% das mortes atribuídas a um grupo terrorista, adianta o estudo.

O ITG lembra que, em consequência do aumento do terrorismo, cresceu significativamente o seu custo econômico, que “atingiu o nível mais elevado em 2014 - US$ 52.9 bilhões.

“O número representa 61% a mais do que no ano anterior, com um aumento de dez vezes desde 2000”.

Apesar dos dados sobre terrorismo que apresenta no relatório, o Instituto para a Economia e Paz considera “importante colocá-los em contexto com outras formas de violência”. Observa que “pelo menos 437 mil pessoas são assassinadas anualmente, 13 vezes mais do que o número de vítimas do terrorismo”.

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você vai fazer compras de Dia dos Pais neste ano?

62%
37%
FORT ATACADISTA - Auxilio Emergencial  (interno)
agecom - fullbanner
Cornavirus