18 de junho de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
- SEBRAE INSTITUCIONAL
INTERNACIONAL

Não há uma ligação entre as tarifas dos EUA e o Nafta, diz Trudeau

O Canadá é o principal exportador desses produtos para os EUA e, junto com o México, foi isento das tarifas, sob a condição de que seja firmado um "bom acordo" sobre o Nafta

12 março 2018 - 15h07
Na última quinta-feira (08), o presidente Donald Trump assinou um decreto impondo tarifas de 25% sobre a importação de aço e de 10% sobre a de alumínio, a entrarem em vigor dali a 15 dias
Na última quinta-feira (08), o presidente Donald Trump assinou um decreto impondo tarifas de 25% sobre a importação de aço e de 10% sobre a de alumínio, a entrarem em vigor dali a 15 dias - Foto: Chris Wattie / Reuters

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, afirmou nesta segunda-feira que o seu país ter sido poupado das tarifas sobre aço e alumínio importados nos Estados Unidos não tem relação com as negociações do Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta).

"Nós ressaltamos que a integração do nosso mercado de aço e alumínio é tão intensa na fronteira entre o Canadá e os EUA, que milhões de empregos dos dois lados da fronteira dependem do fluxo comercial", disse Trudeau em entrevista à CNBC. "Impor tarifas sobre nós prejudicaria os EUA quase tanto quanto o Canadá", apontou.

Na última quinta-feira (08), o presidente Donald Trump assinou um decreto impondo tarifas de 25% sobre a importação de aço e de 10% sobre a de alumínio, a entrarem em vigor dali a 15 dias. O Canadá é o principal exportador desses produtos para os EUA e, junto com o México, foi isento das tarifas, sob a condição de que seja firmado um "bom acordo" sobre o Nafta.

"Nós vamos continuar conversando sobre o Nafta. Nós não relacionamos as tarifas às negociações do Nafta, mas estamos felizes em continuar seguindo em frente nas negociações", afirmou Trudeau.

ALMS CORTESIA
TJ MS