03 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Conquistas PMCG
TERRORISTA

Ministro diz que Físico condenado na França deveria ter sido barrado no Brasil

Hicheur entrou no Brasil em 2013 e leciona na Universidade Federal do Rio de Janeiro.

13 janeiro 2016 - 11h00Da redação com informações de Claúdio Humberto.
Segundo ministro, a vinda de Hicheur, preso por práticas terroristas, deveria ter sido investigada antes.
Segundo ministro, a vinda de Hicheur, preso por práticas terroristas, deveria ter sido investigada antes. - Divulgação
HVM

Para o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, o professor Adlène Hicheur deveria ter tido sua entrada no Brasil bloqueada em 2013, quando chegou ao País para ser professor de Física na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Argelino, naturalizado francês e radicado no Brasil há três anos, Hicheur foi condenado em 2009 por planejar atentados terroristas na França.

“O currículo acadêmico preenche todas as exigências. É um pesquisador altamente qualificado, com produção científica intensa. O problema não é se ele é professor, engenheiro ou estudante. Quando foi ter acesso ao visto de entrada, a pesquisa sobre a vida dele tinha de ter sido feita. Se tivesse indício de que houvesse, como no caso, condenação por práticas terroristas, sua entrada deveria ter sido bloqueada”, disse.

Mercadante afirmou que sabia do caso há pelo menos três meses, quando ainda era ministro da Casa Civil, depois de contato da Polícia Federal com a pasta e com o Ministério da Educação para solicitar informações sobre o professor, de 39 anos.

Segundo o ministro, o reitor da UFRJ não fez qualquer contato sobre o caso com o Ministério da Educação.

Adlène Hicheur recebeu R$ 56 mil, entre 2013 e 2014, como bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e hoje tem salário de R$ 11 mil na universidade.

Banner Whatsapp Desktop
FORT ATACADISTA - Auxilio Emergencial  (interno)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você vai fazer compras de Dia dos Pais neste ano?

Votar
Resultados
GAL COSTA
Cornavirus
agecom - fullbanner