22 de fevereiro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
COTOLENGO
CONTANDO HISTÓRIA

Memória A Crítica: Prefeito de Corumbá, Fadah Gattass

O projeto Memória A Crítica apresenta fotos de seu acervo, contando a história de MS

11 fevereiro 2020 - 08h00Da Redação
Fadah Scaff Gattass foi prefeito da cidade durante dois mandatos
Fadah Scaff Gattass foi prefeito da cidade durante dois mandatos - Foto: Acervo A Crítica

Sabe quem é este? A foto do projeto "Memória A Crítica" desta terça-feira (11/02) é do antigo prefeito de Corumbá, cidade que fica a 444 quilômetros de Campo Grande, Fadah Scaff Gattass, tirada em 27 de maio de 1991.

Fadah Scaff Gattass foi prefeito da cidade durante dois mandatos. O primeiro entre 1983 e 1985 e o segundo entre 1989 e 1992. Era filiado ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), o então MDB. Faleceu no ano de 2008, aos 87 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos.

Prefeito de Corumbá
Foi nomeado para o cargo de prefeito em seu primeiro mandato uma vez que, nas eleições de 1982, Corumbá ainda era considerada uma "área de segurança nacional" sem a realização de eleições para prefeito. Depois de interromper o mandato para se lançar como deputado constituinte, voltou à prefeitura após vencer as eleições de 1988. Recebeu 15.790 votos, mais que o dobro do segundo colocado Armando Anache, do PFL, que recebeu 7.274.

Terminado o seu segundo mandato, em 1992, Fadah optou por abandonar a vida pública e se dedicar ao ambiente de negócios agropecuários e à Academia Corubaense de Letras, onde escreveu e publicou contos literários.

Vida pessoal
Formou-se médico na Universidade do Brasil, que hoje é a Universidade Federal do Rio de Janeiro, em 1945. Foi médico sanitarista nos portos e aeroportos localizados nas fronteiras do Brasil de 1951 a 1981, sobretudo na cidade de Corumbá e também em Ladário, no Mato Grosso. Atuou no Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Empregados em Transportes e Cargas (IAPETEC), depois incorporado ao Instituto Nacional da Previdência Social (INPS). Foi médico credenciado em Cirurgia Geral no INPS na seção de Acidentes do Trabalho e Assistência Médica.

Médico especializado e pós-graduado, atuou como presidente da Liga Árabe de Corumbá.

Foi casado duas vezes. A primeira com a artista plástica Marina Sadi Gattass, com quem teve os filhos Ricardo, Sérgio e Marcelo. Posteriormente casou-se com Luiza Carmem Gonçalves de Oliveira Gattass, com quem não teve filhos.

Faleceu no dia 3 de junho de 2008, aos 87 anos de idade, na Santa Casa de Campo Grande. O prefeito de Corumbá, médico e pecuarista foi vítima de falência múltipla dos órgãos. O corpo foi velado no Sindicato Rural da cidade. O prefeito da época, Ruiter Cunha de Oliveira, decretou luto oficial em Corumbá por três dias.

Veja a foto com maior qualidade:
Fadah Scaff Gattass

Sobre o projeto
O jornal A Crítica completa 40 anos em 2020 e o projeto Memória A Crítica apresenta fotos de seu acervo, contando a história de Mato Grosso do Sul pelas imagens. Tem sugestões? Nos envie por e-mail: redacao@acritica.net

Maestro João Carlos
PMCG