07 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
agecom
VACINAÇÃO EM DIA

Mato Grosso do Sul atinge meta e vacina 90,78% do público-alvo contra Influenza

Os municípios que ainda possuem doses continuam vacinando, agora ampliando para toda população

10 julho 2020 - 15h49
A Secretaria de Estado de Saúde informou que a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe alcançou 90,78% do público-alvo
A Secretaria de Estado de Saúde informou que a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe alcançou 90,78% do público-alvo - (Foto: Secom Gov)
HVM

A Secretaria de Estado de Saúde informou que a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe alcançou 90,78% do público-alvo, ultrapassando a meta de 90% em Mato Grosso do Sul. Os municípios que ainda possuem doses continuam vacinando, agora ampliando para toda população.

Desde o dia 1º de julho, foi recomendado aos municípios a estenderem a vacinação à população em geral até quando durarem os estoques da vacina excedentes da campanha. A medida objetiva otimizar o uso das doses da vacina influenza nas localidades que não alcançaram a meta de imunização no público-alvo, que continua sendo prioritário.

Dividida em três fases, a campanha teve início em 23 de março e encerrou em 30 de junho. O público-alvo dessa campanha era formado por idosos, trabalhadores da saúde, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, profissionais das forças de segurança e salvamento, população privada de liberdade, adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional, motoristas de caminhões, transporte coletivo (não incluso taxistas e motoristas de aplicativos) e portuários, população indígena, crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade, pessoas com deficiência, gestantes e puérperas até 45 dias, adultos de 55 a 59 anos de idade e professores da rede pública e privada.

A vacina da gripe protege contra os três subtipos do vírus influenza que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A vacina é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença e óbitos. Ela não tem eficácia contra o coronavírus, porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para a Covid-19, já que os sintomas são parecidos. E, ainda, ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde.

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você vai fazer compras de Dia dos Pais neste ano?

Votar
Resultados
FORT ATACADISTA - Auxilio Emergencial  (interno)
agecom - fullbanner
Cornavirus