07 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
agecom
DESIGUALDADE

IBGE revela que homens recebem salários maiores do que as mulheres em MS

Homens com renda ganham em média R$ 2.265 e as mulheres recebem R$ 1.474. A diferença é de 65.1%, levando em contas pessoas ocupadas e com renda.

14 novembro 2015 - 09h06Da redação com informações da assessoria
Ilustração
HVM

O Estado de Mato Grosso do Sul tem a maior diferença de salários entre homens e mulheres no Brasil. Os dados fazem da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) 2014, divulgados nesta sexta-feira (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O rendimento das mulheres equivale a 65,1% dos salários dos homens. Essa diferença vale apenas para pessoas ocupadas com rendimento, ou seja, os dados não contemplam pessoas que estão desempregadas. Homens com renda ganham em média R$ 2.265 e as mulheres recebem R$ 1.474.

Em média, o salário deles é de R$ 2.033 e a média feminina é de R$ 1.084. A maioria das pessoas ganham de um a dois salários mínimos. No estado, mais de 347 mil pessoas não tem rendimento. Comparado ao ano de 2013, a renda dos homens cresceu 11,8%. Já a das mulheres subiu 10,7%.

Desigualdade
O Índice de Gini, que mede o nível de desigualdade no estado, mostrou que a distribuição do rendimento médio mensal de todos os trabalhos foi mais desigual entre os homens (0,471) do que entre as mulheres, (0,453).

O valor desse índice varia de zero (a perfeita igualdade) até um (a desigualdade máxima). Em âmbito geral, o índice geral no estado é de 0,475.

Banner Whatsapp Desktop
FORT ATACADISTA - Auxilio Emergencial  (interno)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você vai fazer compras de Dia dos Pais neste ano?

Votar
Resultados
GAL COSTA
Cornavirus
agecom - fullbanner