04 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
agecom
REVISÃO CONTRATUAL

Governo de MS revê contrato e prevê economia de R$ 3,5 milhões com telefone

Uma proposta de revisão contratual assinada na manhã desta sexta-feira (8) entre Governo do Estado e empresa de telefonia Oi baixou pela metade o valor das ligações entre tráfego fixo e celulares.

8 janeiro 2016 - 19h09DA REDAÇÃO
Com a medida, o governo prevê uma economia anual de R$ 3,5 milhões diz o secretário da pasta, Carlos Alberto de Assis.
Com a medida, o governo prevê uma economia anual de R$ 3,5 milhões diz o secretário da pasta, Carlos Alberto de Assis. - Divulgação
HVM

Além de não aplicar um reajuste de 10,08% que deveria ser repassado em janeiro, uma proposta de revisão contratual assinada na manhã desta sexta-feira (8) entre Governo do Estado, por meio da Secretaria de Administração e Desburocratização e empresa de telefonia Oi baixou pela metade o valor das ligações entre tráfego fixo e celulares. Com a medida, o Governo prevê uma economia anual de R$ 3,5 milhões. A informação é do secretário de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis.

Em negociação desde o mês de julho, a tarifa por ligação de tráfego fixo para telefone móvel (VC1) que hoje custa aos cofres estaduais R$ 0,48 passará a custar R$ 0,24. No contexto atual, as ligações para celulares são responsáveis por 56% do custo total das contas de telefone da administração estadual que gira em torno de R$ 2,5 milhões por mês.

Responsável por prover todos os órgãos estaduais com serviços de telefonia e internet, a Oi S/A além de reduzir o custo na tarifa VC1 e isentar a aplicação do reajuste anual ainda manterá, na renovação contratual, a manutenção do Projeto de Modernização da Planta de Telecom + TI fixada no valor de R$ 1,5 milhão. “Na prática esse recurso fica disponível para execução de algum projeto específico do governo estadual. Nos dois últimos anos, o valor foi utilizado para montagem de salas específicas de informática”, explica Vinicius Sanches de Oliveira, executivo de contas governamentais da Oi.

Titular da pasta, o secretário Carlos Alberto de Assis enfatizou que o momento é de estabelecer parcerias. “Estamos vivenciando uma crise nacional e é hora de estabelecermos parcerias, especialmente com as grandes empresas para que possamos ajustar contratos aqui e ali, sem que haja grandes perdas. É mais uma medida de economicidade que vai garantir aos cofres estaduais uma economia de R$ 300 mil/mês sem que o trabalho e a produtividade do nosso servidor sejam prejudicados”, explicou Assis completando que a ação segue uma determinação do Governador Reinaldo Azambuja de apertar o cinto nos convênios e contratos.

Além do Secretário de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis e do executivo de contas governamentais da empresa Oi S/A Vinicius Sanches de Oliveira, participaram da reunião os Superintendentes de Administração e Finanças da SAD, Roberto Coelho e o Superintendente de Gestão da Informação da Secretaria de Fazenda, Alessandro Menezes.

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você vai fazer compras de Dia dos Pais neste ano?

Votar
Resultados
FORT ATACADISTA - Auxilio Emergencial  (interno)
agecom - fullbanner
Cornavirus