11 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
agecom
CHUVAS INTENSAS

Governo decreta situação de emergência em 14 municípios de MS

Além de pontes, diversas rodovias, galerias e dutos foram destruídos ou danificados parcialmente na região sul de MS.

4 dezembro 2015 - 09h39DA REDAÇÃO COM INFORMAÇÕES DA ASSESSORIA
Divulgação
HVM

O governador Reinaldo Azambuja assinou, nessa quinta-feira (3), o decreto que reconhece situação de emergência em 14 municípios da região sul do Estado atingidos pelas fortes chuvas no mês de novembro. A decisão está publicada no Diário Oficial desta sexta (4), na página três. 

Tacuru, Naviraí, Itaquiraí, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Amambai, Iguatemi, Sete Quedas, Paranhos, Caarapó, Juti, Novo Horizonte do Sul, Japorã e Eldorado são as cidades abrangidas pelo decreto. Além de pontes, diversas rodovias, galerias e dutos foram destruídos ou danificados parcialmente. 

Com o decreto, além da mobilização dos órgãos estaduais que são autorizados a somar esforços no restabelecimento dos serviços essenciais, as cidades poderão receber recurso oriundo do Governo Federal para reconstrução de áreas atingidas. 

Após a publicação do decreto, o Governo do Estado tem 10 dias para entregar à Secretaria Nacional de Defesa Civil (SEDEC) um requerimento pedindo o reconhecimento federal na situação de emergência dos municípios. Neste requerimento, entre diversos documentos, o Estado informa o valor referente à soma total dos prejuízos. 

“Agora, com os dados dos municípios, iremos fazer o levantamento geral dos estragos para encaminhar ao Governo Federal”, explicou o coordenador adjunto da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CEDEC), tenente-coronel Adriano Rampazo. 

Sem prazo estipulado, a Secretaria Nacional irá avaliar o possível reconhecimento da situação de emergência e o provável encaminhamento de verba federal ao Estado. 

Banner Whatsapp Desktop
OAB

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você é a favor do lockdown em Campo Grande?

Votar
Resultados
GAL COSTA
Cornavirus
agecom - fullbanner