03 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
agecom
ESTRAGOS DA CHUVA

Governador estima em R$ 30 milhões investimento para reconstruir áreas atingidas

A prioridade agora, segundo o governador, será com as áreas isoladas e com a liberação de rodovias.

8 dezembro 2015 - 14h37DA REDAÇÃO COM ASSESSORIA
Viviane Feitosa
HVM

Depois de sobrevoar nesta segunda-feira (7), parte da região sul do Estado atingida pela chuva, o governador Reinaldo Azambuja estima que sejam necessários aproximadamente R$ 30 milhões para a construção de pontes de concreto, que substituirão as estruturas de madeira arrancadas pela força da água. Em toda a região, são mais de 40 pontes destruídas e 37 danificadas.

O governador está com o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, responsável pela Defesa Civil do Governo Federal, onde juntamente com  prefeitos dos  14 municípios que decretaram situação de emergência, participam de uma reunião em Amambai, uma das cidades castigadas pela chuva. Aproveitando a vinda de Occhi, o Governo do Estado deverá solicitar de kits de emergência para a população, entre eles de limpeza, higiene, colchão e de dormitório.

A prioridade agora, segundo o governador, será com as áreas isoladas e com a liberação de rodovias. “Preocupou muito a erosão em Naviraí, Tacuru e Juti, porque está entrando nas cidades e colocando casas e pessoas em risco”, disse Reinaldo. O governador também citou o enorme rompimento da barragem em Caarapó, mas comemorou o fato de não ter havido vítimas no local.

Conforme a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CEDEC), já são cerca de 10 mil afetados com as chuvas no sul de Mato Grosso do Sul. Amambai, Naviraí e Bela Vista- essa última que ainda não decretou situação de emergência-, já contabilizam desabrigados. A Polícia Militar Ambiental (PMA) está ajudando a retirar famílias ilhadas em Bela Vista. Uma equipe da Defesa Civil Estadual já foi enviada até o município.

A chuva, muito acima da média histórica em, pelo menos, 15 cidades do sul, também já deixou Coronel Sapucaia e Jardim com abastecimento de água prejudicado, segundo a CEDEC.

Na reunião desta terça-feira (8) com o ministro, em Amambai, serão relatados os estragos e debatidas as ações conjuntas dos governos federal, estadual e municipal para atendimento emergencial às vítimas, assim como um plano de recuperação das áreas atingidas.

A vinda do ministro e a visita do governador Reinaldo Azambuja ao sul do Estado demonstram a gravidade da situação nos municípios atingidos pelas últimas chuvas.

Sobrevoo

O governador sobrevoou as cidades de Naviraí, Amambai, Tacuru, Caarapó e Juti. Em Tacuru, Reinaldo esteve na entrada da cidade onde parte do asfalto foi arrancada. No município de Caarapó, o governador foi até o balneário onde uma barragem se rompeu no fim de semana. Já em Amambai, Reinaldo esteve na rodovia MS-289 que liga a cidade a Coronel Sapucaia.

As imagens captadas durante o sobrevoo serão repassadas ao ministro da Integração. Acompanharam o governador o secretário da Casa Civil, Sergio de Paula, o titular da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), Marcelo Miglioli e o coordenador adjunto de Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CEDEC), tenente-coronel Adriano Rampazo.

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você vai fazer compras de Dia dos Pais neste ano?

Votar
Resultados
FORT ATACADISTA - Auxilio Emergencial  (interno)
Cornavirus
agecom - fullbanner