21 de maio de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
BANNER TCE - Sistema E- Contas (21 a 25/05)
NOTA DE FALECIMENTO

Em vias de completar 101 anos, Wilson Barbosa Martins falece na Capital

Ele morreu na manhã desta terça-feira (13), em casa, em Campo Grande. Além de governador, também foi deputado federal, senador e prefeito da capital de MS

13 fevereiro 2018 - 09h48Da Redação com informações G1
Ex-governador de MS Wilson Barbosa Martins
Ex-governador de MS Wilson Barbosa Martins - Victor Chileno/ reprodução

 O  ex-governador de Mato Grosso do Sul, Wilson Barbosa Martins, de 100 anos, morreu na manhã desta terça-feira (13), em sua casa, em Campo Grande, segundo familiares. Ele estava com saúde debilitada. Ainda não há informações sobre velório e sepultamento.

Nos últimos anos ele vivia recluso, em casa, em razão da saúde frágil. No ano passado, quando completou 100 anos, a Assembleia Legislativa do estado realizou uma sessão solene em comemoração a data, onde ele foi representado por familiares.

Na época da homenagem, o presidente da Assembleia, deputado Junior Mochi (PMDB), ressaltou a importância da trajetória dele para o estado. “Wilson nunca escolheu a sombra ou o sol nos caminhos. Trilhou sempre o caminho da democracia e da liberdade. Fortaleceu o sindicalismo, ainda que isso representasse fortalecer adversários. Superou divergências históricas para construir alianças, criando um ambiente de unidade que atraiu investimentos e lançou bases da diversificação da nossa economia. Por tudo isso e muito mais que reconhecemos como referência da nossa vida política", agradeceu o parlamentar na época.

Presente a homenagem, a neta do ex-governador, Fabiana Martins Jallad, falou na época de sua admiração por ele. “A minha maior emoção é que ele hoje concretiza um sonho, que era chegar aos 100 anos de idade. Apesar de toda a fragilidade da saúde dele, ele está lúcido e entendendo tudo isso que está sendo celebrado. Este momento é uma emoção muito grande mesmo, não tem como não se emocionar. Nós aprendemos com ele que o que vale na vida é a humildade, são os amigos. A personalidade Wilson pra mim é longe do que eu tenho do ser humano Wilson, ele é um dos meus grandes amores”, contou emocionada.

Trajetória

Wilson Barbosa Martins nasceu no dia 21 de junho de 1917 na Fazenda São Pedro, região de Vacaria, que pertenceu a Campo Grande e que atualmente faz parte do município de Rio Brilhante. Formou-se em direito na Faculdade do Largo de São Francisco em São Paulo.

Em 1946 exerceu o cargo de secretário geral da Prefeitura de Campo Grande, na administração do prefeito Fernando Corrêa da Costa. Em 1958 foi eleito prefeito da capital, substituindo Marcílio de Oliveira Lima. Filiado ao partido da União Democrática Nacional (UDN), foi eleito deputado federal por Mato Grosso do Sul em 1963. Foi reeleito em 1966 e cassado pelo Ato institucional número cinco em 1969, tendo seus direitos políticos suspensos por dez anos.

Em 1979 foi eleito o primeiro presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS), e neste mesmo ano recuperou seus direitos políticos e em 1982 retornou elegendo-se governador do estado, o primeiro eleito pelo voto direto a governar Mato Grosso do Sul. Antes de concluir seu mandato de governador, disputou uma cadeira no Senado e integrou a Comissão de Sistematização da Assembleia Nacional Constituinte que elaborou a Carta Magna do país. Na eleição de outubro de 1994 foi novamente eleito governador, pelo PMDB.

Em 2010 publicou o livro ‘Memória - Janela da História’, a obra além de narrar a sua trajetória pessoal, retrata episódios importantes da história de Campo Grande, de Mato Grosso do Sul e do Brasil. Wilson Barbosa Martins casou-se com Nelly Martins, com quem teve três filhos: Nelson, Thaís e Celina. Nelly faleceu em 2003 e sua filha Celina faleceu em 2011. Wilson tem oito netos, um deles já falecido José Eduardo Martins Jallad (Zedu, filho de Celina) e nove bisnetos. 

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

A PM que rendeu um bandido e evitou que ele ferisse crianças e mães à saída de uma escola em Suzano, interior de SP, foi homenageada pelo governador de SP. Você concorda com a homenagem?

Votar
Resultados
CAMPANHA TJMS_NUPEMC - CORTESIA
MAIO AMARELO CORTESIA
TJ MS