11 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Banner Senar MS - Paisagens Rurais (10/08 a 20/08)
RUMO COP 21

Efeito estufa é debatido no Legislativo e Frente analisa documento

Assembleia Legislativa sediou o debate “Conversando sobre florestas, resíduos e água no estado do Mato Grosso do Sul"

11 novembro 2015 - 16h41Da redação
Divulgação
FAMASUL - SENAR

Nesta quarta-feira (11/11), a Assembleia Legislativa sediou o debate “Conversando sobre florestas, resíduos e água no estado do Mato Grosso do Sul no contexto das mudanças climáticas - Rumo a COP 21”, promovido pela Frente Parlamentar Ambientalista do Congresso Nacional e Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal de Campo Grande. O evento é considerado preparatório para a participação do Brasil na Conferência do Clima (COP 21), que acontecerá no próximo mês em Paris.

“É preciso debater. Considerando a importância deste tema para a redução de gases do efeito estufa, dentro do que nos cabe, precisamos sugerir encaminhamentos relevantes que possam subsidiar a discussão que ocorrerá em Paris. É uma satisfação e alegria receber este debate nesta Casa de Leis e de cidadania", destacou o deputado Junior Mochi (PMDB), presidente da Casa de Leis.

A intenção do debate é compartilhar ideias e apresentar uma análise do documento brasileiro que contém as metas propostas pelo Observatório do Clima para reduzir o efeito estufa, além de sugerir as propostas que Mato Grosso do Sul pode contribuir para o documento.

Resíduos sólidos, energia, florestas, agricultura e pecuária, água e coleta seletiva, foram algumas das temáticas debatidas. Participaram do encontro autoridades municipais, presidentes de instituições e empresas que atuam no terceiro setor, estudantes e professores universitários, além dos representantes de cooperativas.

A mesa de trabalho foi composta por: Rejane Pieratti, Coordenadora do Projeto SOS Mata Atlântica, que no ato representou o presidente da Frente Parlamentar Ambientalista do Congresso Nacional, deputado federal Sarney Filho (PV-MA); vereador Eduardo Romero (REDE), presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal de Campo Grande e coordenador na Região Centro Oeste da Frente Parlamentar de Vereadores Ambientalistas; Leonardo Sampaio Costa -gerente de Recursos Hídricos do Instituto do Meio Ambiente do Estado (Imasul); Luciano Furtado Loubet, promotor de Justiça; Pedro Puttini, presidente da Comissão de Assuntos Agrários e Agronegócios da AOB/MS; e Felipe Augusto Dias - diretor executivo do Instituto Sócio Ambiental SOS Pantanal.

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você é a favor do lockdown em Campo Grande?

Votar
Resultados
OAB
Cornavirus
agecom - fullbanner