20 de agosto de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
 BANNER TCE - Supremacia Lei Licitação PI 2209 (25 a 27/07 e 30 e 31/07)
INTERNACIONAL

Dólar se fortalece após dado de inflação nos EUA

12 outubro 2017 - 17h09

O dólar subiu nesta quinta-feira, beneficiado por números indicando alta dos preços ao produtor nos Estados Unidos. Os dados ajudaram a arrefecer temores causados pela ata da última reunião do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), divulgada ontem, que traz uma visão mais cautelosa do que o esperado por parte dos dirigentes da entidade.

Perto do horário do fechamento das bolsas em Nova York, a moeda norte-americana caía a 112,26 ienes, de 112,38 ienes no mesmo horário de ontem. Já o euro recuava a US$ 1,1836, de US$ 1,1869.

Investidores voltaram a comprar dólares após a divulgação do índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) de setembro, que subiu 0,4% ante agosto no cálculo com ajustes sazonais, segundo dados publicados hoje pelo Departamento do Trabalho. O resultado veio em linha com a previsão de analistas consultados pelo Wall Street Journal.

Na comparação anual, o PPI teve alta de 2,6% em setembro, maior avanço desde uma alta de 2,8% na comparação anual em fevereiro de 2012. O núcleo avançou 2,1%.

O dólar perdeu um pouco de força ontem, após a divulgação da ata do Fed. Nela, as autoridades se disseram atentas ao comportamento da inflação. Segundo o documento, um novo aperto monetário "dependeria dos dados econômicos nos próximos meses aumentar a expectativa dos dirigentes de que a inflação está avançando rumo à meta de 2% do comitê". No mês passado, o Fed sinalizou que aumentaria a taxa até o final do ano. (Marcelo Osakabe, com informações da Dow Jones Newswires)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já tem seus candidatos para as eleições de 2018?

Votar
Resultados
VAZIO SANITÁRIO