09 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
agecom
REAJUSTE

Correios: enviar uma carta simples ficará R$ 0,10 mais caro

Diário Oficial publica portaria que autoriza aumento de tarifas dos Correios.

11 dezembro 2015 - 08h49Da redação
Arquivo
HVM

O Diário Oficial da União publicou ontem (10) portaria autorizando o aumento das tarifas dos serviços postais e telegráficos, nacionais e internacionais, prestados exclusivamente pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). A correção das tarifas, como as de entrega de cartas e telegramas, será 8,89% e ajudará a diminuir o déficit no orçamento da estatal, que deve chegar a R$ 2 bilhões até o fim do ano.

Além da revisão das tarifas, o novo presidente dos Correios, Giovanni Queiroz, informou que medidas administrativas também fazem parte do pacote previsto. Ele quer adiar a renovação das frotas de carros e caminhões da empresa, que atualmente ocorre a cada cinco anos.

Os contratos de 4,8 mil imóveis que a empresa aluga serão também revistos, verbas publicitárias e de patrocínio serão cortadas e até o horário de funcionamento das agências poderá sofrer alterações. Para o ano que vem, o objetivo é cortar R$ 1,7 bilhão em gastos e aumentar em R$ 300 milhões a receita da empresa.

A estatal informou que, com a atualização nos preços, o envio de uma carta não comercial, por exemplo, que hoje custa R$ 0,95, passará para R$ 1,05. A carta comercial, que hoje custa R$ 1,40, subirá para R$ 1,50. A carta social, voltada aos beneficiários do Programa Bolsa Família, permanecerá com tarifa de R$ 0,01.

A expectativa dos Correios é que, com esse realinhamento, haja crescimento de R$ 780 milhões por ano nas receitas da empresa.

Banner Whatsapp Desktop
agecom - fullbanner
Cornavirus