03 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
agecom
PPI

Contribuinte poderá regularizar dívidas pelo Programa de Pagamento Incentivado

Programa permite liquidação e pagamento total de crédito com benefícios fiscais

8 dezembro 2015 - 07h56Da redação
Arquivo
HVM

A Prefeitura de Campo Grande iniciou ontem (7) o Programa de Pagamento Incentivado (PPI), para liquidação e pagamento total de crédito com benefícios fiscais. O atendimento aos contribuintes acontece na Central de Atendimento, localizada na rua Arthur Jorge, 500 ao lado do paço municipal. O horário de funcionamento é das 8h às 16h de segunda a sexta-feira, sem intervalo para o almoço.

O Programa de Pagamento Incentivado (PPI) tem a finalidade de promover a regularização de créditos com o Município de Campo Grande, com benefícios fiscais para créditos lançados na inscrição imobiliária e econômica, decorrentes de multas por infração aplicadas por infringência à legislação municipal vigente, vencidos e não recolhidos, inscritos ou não em dívida ativa, ajuizados ou não, bem como aqueles com parcelas a vencer, cujos fatos geradores tenham ocorridos até a data da publicação desta Lei complementar.

De acordo com o secretário municipal de Planejamento e Finanças (Seplanfic), Disney Fernandes a perspectiva é de receber 1% do montante dos R$ 2 bilhões devidos ao cofre municipal. “Esses 1% representam R$ 20 milhões, previstos a entrar para o caixa do município. O PPI é válido aos débitos vinculados aos imóveis prediais e territoriais e para as empresas prestadoras de serviços”.

Vantagens

Segundo o titular da Seplanfic, a inovação dessa lei é a possibilidade do pagamento à vista do IPTU 2015 com benefício de redução de 100% dos juros de mora, de forma que o contribuinte quitar a dívida neste ano pode usufruir dos 20% do pagamento do IPTU 2016. As dividas que ficarem para o próximo ano terão acréscimo de 9,57%. “Estas vantagens são para os contribuintes que quitarem suas dívidas até o dia 28 de dezembro de 2015”, informou o secretário ao ressaltar que o PPI vai até 5 de fevereiro de 2016.

Poderão ser incluídas no PPI parcelas vencidas de quaisquer créditos tributários e não tributários, inclusive eventuais saldos decorrentes de parcelamentos ou reparcelamento.

O benefício fiscal abrangido pelo PPI somente será concedido desde que o pagamento da dívida seja efetuado dentro do prazo de vigência do programa, que inicia no dia posterior da publicação da lei completar e termina no dia 5 de fevereiro de 2016.

O pagamento à vista importa os seguintes benefícios fiscais: remissão de 100% dos juros de mora e dos juros de financiamento, incidente sobre o valor de crédito tributário; anistia de 80% do valor consolidado da multa de mora, multa por infração e acessória, se houver.

Para os pagamentos parcelados, importa nos seguintes benefícios fiscais: remissão de 80% dos juros de mora e anistia de 60% da multa imposta, se for parcelado em até 10 parcelas mensais e consecutivas, exceto o Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU do exercício de 2015 que somente poderá ser liquidado à vista.

Para o contribuinte que aderir ao PPI a baixa do débito será automática, após a extinção do crédito pelo pagamento. Caso o crédito seja pago com cheque, somente será considerado extinta a dívida após a compensação do mesmo pelo banco sacado.

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você vai fazer compras de Dia dos Pais neste ano?

Votar
Resultados
FORT ATACADISTA - Auxilio Emergencial  (interno)
Cornavirus
agecom - fullbanner