09 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
agecom
OAB-MS

Conselheiras tomam posse e comemoram avanços para a mulher advogada

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados proclamou o ano de 2016 como o ano da mulher advogada

8 janeiro 2016 - 18h35Da redação, com informações a OAB-MS
Divulgação
HVM

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados proclamou o ano de 2016 como o ano da mulher advogada. Os esforços da OAB estarão voltados à implementação do Plano Nacional de Valorização da Mulher Advogada, aprovado pela entidade no ano passado, com diversas ações que garantem a efetiva participação das profissionais na Ordem e a proteção de suas prerrogativas.

Nesta sexta-feira (8), as advogadas Eliane Potrich e Eclair Nantes tomaram posse no gabinete da presidência da OAB/MS como conselheiras titulares estaduais e, sobre a valorização da mulher advogada, se mostraram otimistas. “Acredito que este seja o início de uma série de mudanças, de progressos para a evolução do papel das advogadas no Mato Grosso do Sul. Em nosso Estado temos trabalho, temos ong’s e notamos que a OAB está realmente debruçada e comprometida com essa campanha de valorização da mulher advogada”, detalhou Potrich.

Pelo Plano Nacional de Valorização da Mulher Advogada, as Seccionais e Subseções serão estimuladas a criar comissões permanentes para tratar do assunto, além da obrigação da realização de uma Conferência Nacional sobre o tema a cada gestão. Todas as Conferências Nacionais da Advocacia terão ao menos um painel sobre a mulher advogada.

Segundo o presidente da OAB/MS, Mansour Karmouche, “a inclusão das mulheres advogadas no sistema OAB vai fortalecer a atuação destas profissionais em nosso Estado e também estimular a participação feminina nas eleições”.

A conselheira estadual Eclair Nantes explica que o principal anseio é o respeito dos homens e a dignidade do trabalho dentro das instituições. “Há muitos anos as mulheres vêm batalhando por espaço e participando ativamente das discussões sobre o assunto. Existe uma expectativa muito grande de mais mulheres na Ordem em todas as Subseções e o nosso projeto é de valorização da mulher advogada, do seu campo de trabalho e nas decisões junto à administração”, concluiu.

O Plano Nacional de Valorização da Mulher Advogada prevê melhorias para a educação jurídica e em defesa das prerrogativas das mulheres advogadas, além da elaboração de propostas que protejam a mulher em seu exercício profissional. A OAB aprovou como diretriz ainda o desconto ou isenção de anuidade para advogadas no ano em que tiverem filhos ou os adotarem.

Outra medida é a construção do perfil da mulher advogada por meio de um censo, além da elaboração de manuais de orientação que envolvam as questões de igualdade de gênero. Também serão publicados pesquisas e artigos acerca da realidade social e profissional das advogadas.

Banner Whatsapp Desktop
agecom - fullbanner
Cornavirus