07 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
agecom
META

Com processo de organização da massa documental, Governo elimina 14 milhões de folhas de arquivo

A meta, estabelecida no início do ano de reduzir em 20% as espécies documentais arquivadas nos depósitos da administração.

24 dezembro 2015 - 16h40DA REDAÇÃO
Divulgação
HVM

Depois de 38 anos de criação, o Governo de Mato Grosso do Sul iniciou em 2015, o processo de organização da massa documental do Estado. A meta, estabelecida no início do ano de reduzir em 20% as espécies documentais arquivadas nos depósitos da administração seguindo a Tabela de Temporalidade de Documentos foi cumprida com êxito pela Superintendência de Gestão Documental, departamento vinculado a Secretaria de Administração e Desburocratização.

Além de eliminar 47% da massa documental acumulada, economizando cerca de R$ 3,5 milhões, valor que seria pago a uma empresa terceirizada para executar o serviço, que está conduzido em sua totalidade por servidores estaduais, a Superintendência de Gestão Documental promoveu a capacitação de 520 servidores.

Com a aplicação dos prazos definidos na Tabela de Temporalidade de Documentos (TTD), o Estado eliminou 14.397 caixas, que corresponde a 14 milhões de folhas de arquivo. O trabalho de análise e posteriormente eliminação está sendo realizado pelos servidores da Superintendência de Gestão Documental, em conjunto com os órgãos e entidades. Para aplicação da Tabela é feito um levantamento de toda documentação produzida pelo Estado, e em seguida as comissões definem os prazos de arquivamento ou eliminação desses documentos.

Somente na SAD houve eliminação de 540 caixas de arquivo, que totaliza 540 mil folhas de papel, que estavam armazenadas nos setores de RH, Gestão Financeira, Licitação, Administração e Patrimônio da Secretaria. Do arquivo geral da Secretaria de Administração 5.293 processos foram analisados, e após aplicação da tabela de temporalidade apenas 25% continuaram arquivados.

Para a responsável pela Superintendência de Gestão Documental Doralice Martins, é um trabalho minucioso e de extrema importância. “Com a aplicação da TTD nos arquivos do Governo do Estado, ganhamos espaço físico, eficiência, rapidez e celeridade no trabalho que oferecemos à população. Todos ganham” observa a superintendente.

Titular da pasta, o secretário de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis, o Governo de Mato Grosso do Sul sai na frente com o cumprimento da Lei n. 8.159, de oito de janeiro de 1991, que dispõe sobre a política nacional de arquivos públicos. “Valorizar a massa documental é valorizar as peças que contam o desenvolvimento econômico e social do nosso estado. É mais uma ação que reflete o compromisso do nosso Governo de modernizar, sistematizar e tornar transparente os atos da gestão pública”, diz.

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você vai fazer compras de Dia dos Pais neste ano?

Votar
Resultados
FORT ATACADISTA - Auxilio Emergencial  (interno)
Cornavirus
agecom - fullbanner