05 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
agecom
COMÉRCIO EXTERIOR

Centro Internacional de Negócios da Fiems divulga perfil econômico da Colômbia

Para incentivar as empresas de Mato Grosso do Sul a buscarem ampliação do comércio com outros países, o CIN da Fiems prossegue com o Projeto Países em Foco.

12 novembro 2015 - 13h21Da redação com informações da assessoria
A cada 30 dias, a Fiems faz um panorama econômico com um país específico com quem o Estado tem relação comercial ou pretende manter.
A cada 30 dias, a Fiems faz um panorama econômico com um país específico com quem o Estado tem relação comercial ou pretende manter. - Assessoria
HVM

Para incentivar as empresas de Mato Grosso do Sul a buscarem ampliação do comércio com outros países, o CIN (Centro Internacional de Negócios) da Fiems prossegue com o Projeto Países em Foco, que, a cada 30 dias, faz um panorama econômico com um país específico com quem o Estado tem relação comercial ou pretende manter. Além disso, o estudo disponibiliza informações sobre as principais feiras e requisitos necessários para entrada nos países analisados.

Segundo a coordenadora do CIN da Fiems, Fernanda Barbeta, neste segundo estudo, o país escolhido é a Colômbia. “O levantamento oferece um panorama geral de informações sobre a Colômbia e a relação comercial do país com o Brasil e Mato Grosso do Sul. Para informações sobre potencial de mercado para seu produto neste país ou em outros, o CIN possui a área de Inteligência Comercial, que além de análises de mercado oferece também estudos para verificar os mercados mais interessantes e o encontro de clientes no exterior para seu produto em específico”, pontuou.

Fernanda Barbeta acrescenta que a Colômbia, país localizado ao noroeste da região sul-americana, conta com privilegiada presença geográfica tendo em vista possuir saída para o Oceano Pacífico e para o Oceano Atlântico, por meio do Mar do Caribe. Além disso, ressalta a coordenadora do CIN, o país faz fronteira com o Panamá, o Brasil, o Peru, a Venezuela e o Equador, sendo que nos últimos anos, o país tem mantido crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) constantes, apresentando resultados superiores aos seus vizinhos na América do Sul.

Crescimento

No ano de 2013, segundo dados do FMI (Fundo Monetário Internacional), a Colômbia cresceu 4,9%. Em 2014, o país apresentou crescimento de 4,6% e para este ano a projeção é que o país apresente crescimento em torno de 3% do seu PIB. A crescente expansão da classe média e o fato de ser o segundo mais populoso da América do Sul são fatores que merecem destaque. A Colômbia possui uma economia liberal e ao longo da última década estabeleceu diversos acordos com países de várias partes do mundo visando com isso facilitar o comércio exterior do país.

Diferente do Brasil, a Colômbia possui acordos com a União Europeia, os Estados Unidos, o Canadá, a EFTA (Associação Europeia de Livre Comércio), Caricom (Comunidade do Caribe), Costa Rica, Nicarágua e seu vizinho Panamá. As importações colombianas cresceram no ano de 2014 e no último ano apresentaram a melhor performance dos últimos cinco anos, tendo importado 64 bilhões de dólares. As exportações da Colômbia, por sua vez, apresentaram retração de 7% em relação ao ano de 2013. A pauta de parceiros comerciais da Colômbia é bem diversificada, tanto na importação quanto na exportação, tendo como principais parceiros comerciais, em ambos os casos, os Estados Unidos e a China.

Atualmente, a Colômbia é o segundo principal país na América do Sul que mais importa produtos e, segundo a CNI, o Brasil poderia aproveitar essa oportunidade para vender ainda mais ao país vizinho já que atualmente a participação do Brasil na pauta importadora colombiana é de apenas de 3,85%, aparecendo em quinto lugar dentre os fornecedores de produtos para o país.

Comércio com MS

No último ano, a relação comercial de Mato Grosso do Sul, tanto na importação quanto na exportação, reduziu sua participação em comparação com o ano de 2013. O melhor ano da relação comercial entre o Estado e a Colômbia na exportação foi no ano de 2010, quando foram exportados mais de US$ 40 milhões para o país. Na importação, por sua vez, o melhor ano da relação comercial foi no ano de 2013, quando Mato Grosso do Sul importou mais de 3 milhões de dólares. Percebe-se, desta forma, que o estado muito mais exporta do que importa da Colômbia.

Na exportação, o principal produto fornecido por Mato Grosso do Sul para a Colômbia foi sementes de pastagem, sendo responsável no ano de 2014 por mais de 75% do total exportado pelo estado ao país.  Na importação, o principal item importado pelo estado de Mato Grosso do Sul em 2014 foi sulfato de cromo, que correspondeu a 88% do total importado da Colômbia. Uma das formas de aproximação comercial com a Colômbia é a participação em feiras e eventos no país.

De acordo com o levantamento, durante o mês de setembro é realizada a Feira Internacional de Bogotá, que é um encontro especializado no macro setor industrial para a região Andina, América Central e Caribe. Essa feira é considerada referência para a exibição de maquinarias, equipamentos, avanços tecnológicos, materiais, bens intermediários e de capital, matérias-primas, componentes e serviços para um mercado em desenvolvimento e crescimento industrial. As outras feiras do país são Colômbia Moda, de 26 a 28 de julho, Feira Internacional Agropecuária e de Indústrias Afins, de 9 a 20 de julho, Expoconstrução & Expodesenho, de 19 a 24 de maio, Andigráfica, de 2 a 5 de junho, Andinapack, de 10 a 13 de novembro, Circuito da Moda, de 28 a 31 de julho, e Colombiatex das Américas, de 26 a 28 de janeiro.

Serviço
Mais informações pelo e-mail cin@fiems.com.br, pelo telefone (67) 3389-9151 ou pelo site www.fiems.com.br/cin

Banner Whatsapp Desktop
FORT ATACADISTA - Auxilio Emergencial  (interno)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você vai fazer compras de Dia dos Pais neste ano?

Votar
Resultados
GAL COSTA
Cornavirus
agecom - fullbanner