06 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
agecom
SEGURANÇA PÚBLICA

Centro de Atenção Biopsicossocial oferecerá apoio especializado a 33 mil profissionais da segurança pública

Expectativa é que o centro atenda 33 mil servidores da segurança pública

4 julho 2020 - 11h59
O Centro de Atenção Biopsicossocial vai atender a todas as demandas das instituições que compõem a Sejusp
O Centro de Atenção Biopsicossocial vai atender a todas as demandas das instituições que compõem a Sejusp - (Foto: SECOM GOV MS)
HVM

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira, participou de uma reunião na sexta-feira (3.7), na sede da instituição, e deu o start para o Centro de Atenção Biopsicossocial que vai oferecer apoio especializado a 33 mil profissionais da segurança pública. Para o comando foi convocado o coronel QOPM Enir Soares de Souza Junior.

O Centro de Atenção Biopsicossocial vai atender a todas as demandas das instituições que compõem a Sejusp. “Temos como premissa analisar o bem-estar da saúde, o bem-estar psíquico e o bem-estar social dos servidores. Embora, muitos já possuam planos de saúde, queremos reforçar tudo que já existe e conhecer outras demandas que talvez não estejam sendo visualizadas ou contempladas. É uma tentativa de locupletar algumas lacunas e estabelecer um trabalho que dê uma certa segurança no atendimento aos servidores”, explica o coronel.

Segundo o secretário, Antonio Carlos Videira, o objetivo e garantir uma melhor qualidade de vida aos servidores da segurança pública. “Já temos recurso garantido e vai melhorar a qualidade de vida do servidor. O Centro vai atender a todas as peculiaridades que a carreira impõe ao servidor”.

O projeto está orçado em R$ 3.168.349,00, sendo R$ 2.217.844,00 de investimentos e mais R$ 950.505,00 para o custeio. Todo o projeto será financiado pelo Sistema Único de Segurança Pública (SUSP). “O projeto foi criado para preencher um dos requisitos para recebimento dos recursos do SUSP”, pontua Videira.

O projeto, ainda sem data de início para atendimento ao público, tem como eixo a valorização profissional. A primeira fase terá como objetivo formar equipe de saúde multidisciplinar composta por psicólogos, psiquiatras, assistentes sociais, enfermeiros, terapeutas ocupacionais e professor de educação física, além de uma equipe administrativa.

Entre as principais metas, o Centro de Atenção Biopsicossocial deverá realizar estudos, pesquisas e planejamentos como forma a reduzir alguns indicadores, como números de suicídio, afastamento para tratamento de saúde e tratamentos psiquiátricos, uso de substâncias psicoativas (álcool e drogas ilícitas), além de aumentar campanhas e programas de prevenção voltados para este público.

 

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você vai fazer compras de Dia dos Pais neste ano?

Votar
Resultados
FORT ATACADISTA - Auxilio Emergencial  (interno)
Cornavirus
agecom - fullbanner