22 de janeiro de 2019 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
campanha da SEGOV – IPVA 2019
Beleza

Campo-grandense eleita Miss Mato Grosso do Sul

31 dezembro 1969 - 21h00
Pilar Velásquez, à esquerda, eleita a Miss Mato Grosso do Sul
Pilar Velásquez, à esquerda, eleita a Miss Mato Grosso do Sul - Reprodução

A candidata de Campo Grande é a nova Miss Mato Grosso do Sul.  Pilar Velásquez, de 23 anos, foi eleita ontem, após dois anos sem a realização da etapa estadual. Estudante de jornalismo, medindo 1.76, com 58 quilos, agora o desafio é representar bem o Estado em abril de 2009, no Miss Brasil. “O corpo tem de estar perfeito até lá, e o psicológico também. Sou muito nervosa”, comenta. A última fase do concurso teve quinze concorrentes. Em segundo lugar ficou a Miss Três Lagoas e em terceiro a candidata de Pedro Gomes. Pelo palco do Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, passaram jovens com idade entre 18 a 25 anos. Na platéia apenas convidados puderam assistir ao desfile.

Pilar sabia que era forte na disputa, mas apostava em outra candidata. “Achava que amenina de Pedro Gomes iria ganhar”, diz.

A Miss MS/2008 é corumbaense, mora há 13 anos em Campo Grande, e há dois venceu o concurso na Capital. Como nesse tempo não houve mais a seleção, só agora ela conseguiu disputar o título estadual.

A estudante vive sozinha, longe dos pais. A mãe trabalha em Londres, na Inglaterra, e o pai ainda em Corumbá. O apoio maior hoje vem dos amigos e do namorado.

Há pouco conseguiu estágio no departamento de Jornalismo da TV Morena, “mas ainda faço bicos como modelo”, conta. A vida é puxada, com trabalho pela manhã, afazeres de casa no período da tarde e UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) à noite.

O prêmio para Pilar será o “passaporte” para a etapa nacional. “Só a inscrição custa R$ 15 mil”, explicou a ganhadora, que terá os custos pagos, além de roupas e tratamento de beleza assegurados pelos patrocinadores estaduais do concurso.