23 de abril de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
 BANNER TCE - Ouvidoria (16 a 20/04)
INTERNACIONAL

Ataque com mísseis na Síria foi legítimo e multilateral, diz Macron

O presidente afirmou que a intervenção com mísseis foi "legítima" e realizada sob uma perspectiva multilateral

17 abril 2018 - 09h45
Macron ressaltou que os ataques aéreos foram especificamente voltados contra três locais de produção de armas, sem nenhuma perda humana
Macron ressaltou que os ataques aéreos foram especificamente voltados contra três locais de produção de armas, "sem nenhuma perda humana" - Foto: Jovem Pan Online

O presidente da França, Emmanuel Macron, fez uma defesa vigorosa nesta terça-feira da decisão de lançar um ataque com mísseis na Síria, em resposta a críticas da operação conjunta lançada na noite de sexta-feira (hora de Brasília) por Estados Unidos, França e Reino Unido.

Macron falou sobre o assunto no Parlamento Europeu, exaltando-se em alguns momentos. Ele mencionou a revolta ao ver imagens de "crianças, mulheres que morreram por um ataque com cloro", uma arma química. "Nós ficamos parados, defendemos os direitos humanos dizendo: os direitos são para nós, os princípios são para nós, e as realidades para os outros? Não, não!".

O presidente afirmou que a intervenção com mísseis foi "legítima" e realizada sob uma perspectiva multilateral. Macron ressaltou que os ataques aéreos foram especificamente voltados contra três locais de produção de armas, "sem nenhuma perda humana".

Alguns congressistas da Europa mostraram-se críticos sobre a ação da França na Síria. "Parem a guerra na Síria", diziam cartazes segurados por alguns deles, durante o discurso do presidente francês.