17 de fevereiro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
COTOLENGO
ESPORTE

Santo André mostra eficiência e vence a Ponte Preta em Campinas

23 janeiro 2020 - 20h25

Na sua volta à elite estadual, o Santo André fez um jogo bastante aplicado taticamente e mostrou eficiência para vencer a Ponte Preta, por 3 a 2, nesta quinta-feira, no estádio Moisés Lucarelli, pela primeira rodada do Campeonato Paulista. Sem pontos, o time de Campinas está no Grupo A, enquanto o Santo André chegou aos três no Grupo B.

A expectativa de um jogo estudado se confirmou nos primeiros minutos. Tanto que nenhum time criou chance real para marcar. Mas dois pênaltis bem marcados pela arbitragem deixaram cada time com um gol.

O primeiro saiu a favor do time da casa, quando Bruno Rodrigues fez o levantamento pelo alto e o lateral Ricardo Luz segurou o atacante Apodi. Na cobrança, Roger deslocou o goleiro Fernando Henrique, fazendo 1 a 0 aos 20 minutos.

Cinco minutos depois, o zagueiro Cléber Reis chegou atrasado e atropelou Dudu Vieira, dentro da área, provocando um pênalti a favor do time do ABC. O atacante Ronaldo cobrou forte no canto direito de Ygor Vinhas, deixando o placar igual.

No mais, surgiu apenas uma chance para a Ponte Preta aos 40 minutos, quando João Paulo invadiu a área pelo lado esquerdo, porém, foi bloqueado no momento da finalização.

A Ponte Preta voltou mais ligada no segundo tempo. Aos 12 minutos, Fernando Henrique saiu nos pés de Roger para evitar a finalização após jogada de João Paulo. O goleiro voltou a trabalhar três minutos depois, após cruzamento alto de Jeferson e o cabeceio de Bruno Rodrigues, que exigiu um salto de Fernando Henrique que espalmou para o lado.

Sentindo a pressão, o Santo André passou a tentar cadenciar o jogo. Se deu ainda melhor, porque no primeiro contra-ataque chegou à virada. Douglas Baggio arrancou em velocidade pelo lado esquerdo e, dentro da área, fez o passe para Branquinho. O empate aconteceu rápido, aos 22 minutos. João Paulo cobrou falta em direção à grande área e o zagueiro Henrique Trevisan deu um leve toque de cabeça empurrando a bola no canto esquerdo de Fernando Henrique.

O jogo continuou morno, melhor para o visitante que se defendia melhor com o gramado pesado. Mas numa descida pelo lado direito, Guilherme Garré fez o cruzamento em direção à pequena área. Douglas Baggio se antecipou a Cléber Reis, que tentou tirar de cabeça, e desviou para as redes com o bico da chuteira.

De forma desordenada, a Ponte Preta ainda tentou buscar o empate. Teve uma grande chance aos 46 minutos, após a penetração de Mateus Anderson e que finalizou em cima do goleiro Fernando Henrique, que deu um tapa na bola e garantiu a vitória do Santo André.

Os dois times voltam a campo no domingo. A partir das 16 horas, a Ponte Preta vai enfrentar o Botafogo no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto. O Santo André receberá a Ferroviária, a partir das 19 horas.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 2 X 3 SANTO ANDRÉ

PONTE PRETA - Ygor Vinhas; Jeferson, Cléber Reis, Henrique Trevisan e Guilherme Lazaroni; Camilo (Vinícius Zanocelo), Bruno Reis e João Paulo; Bruno Rodrigues (Felipe Saraiva), Roger e Apodi (Mateus Anderson). Técnico: Gilson Kleina.

SANTO ANDRÉ - Fernando Henrique; Ricardo Luz, Luizão, Rodrigo e Julinho; Nando Carandina (Paulinho), Dudu Vieira, Vitinho (Rondinelly) e Branquinho (Guilherme Garré); Douglas Baggio e Ronaldo. Técnico: Paulo Roberto Santos.

GOLS - Roger, aos 20, e Ronaldo, aos 25 minutos do primeiro tempo. Branquinho, aos 20, Henrique Trevisan, aos 22, e Douglas Baggio, aos 39 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Flávio Roberto Mineiro Ribeiro.

CARTÕES AMARELOS - Roger (Ponte Preta); Ricardo Luz, Ronaldo, Rodrigo, Julinho, Rondinelly e Branquinho (Santo André).

RENDA - R$ 46.590,00.

PÚBLICO - 2.253 pagantes (2.573 total).

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

PMCG
Maestro João Carlos