22 de setembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
HVM - INCORPORACOES
ESPORTE

Hunter-Reay crava pole no fim e faz Dixon largar em 2º na prova final da Indy

15 setembro 2018 - 21h19

O norte-americano Ryan Hunter-Reay, da equipe Andretti, cravou a pole da etapa final desta temporada da Fórmula Indy, neste sábado à noite, em Sonoma, nos Estados Unidos, ao garantir o melhor tempo nos segundos finais do treino classificatório para o grid de largada da corrida deste domingo, marcada para começar às 19h30 (de Brasília).

Com isso, Hunter-Reay deixou em segundo lugar o neozelandês Scott Dixon, da Ganassi, que até então estava com a primeira posição. O pole position assegurou a ponta com o tempo de 1min17s6277, enquanto o piloto da Nova Zelândia ficou logo atrás ao percorrer a sua melhor volta em 1min17s7599.

Curiosamente, essa também foi a primeira (e última) pole de Hunter-Reay nesta temporada. Ele não larga do topo do grid deste a etapa de Long Beach de 2014. Atual líder do campeonato e principal favorito a conquistar o seu quinto título na Indy, Dixon ganharia um ponto extra importante em caso de conquista da pole neste sábado.

O neozelandês tem 29 pontos de vantagem (598 a 569) sobre o norte-americano Alexander Rossi, vice-líder do campeonato, pela Andretti, e que ficou apenas na sexta posição no treino de classificação. Atual campeão da categoria, Josef Newgarden, também dos EUA, se garantiu na terceira colocação do grid com a sua Penske. E Rossi também foi superado por Marco Andretti (Andretti) e pelo surpreendente calouro Patricio OWard (Harding), que obtiveram os respectivos quarto e quinto lugares.

Campeão em 2014, o australiano Will Power, da Penske, foi apenas o sétimo colocado na qualificação para o grid e largará em Sonoma da pior posição que obteve em um treino de classificação em toda esta temporada.

Power e Newgarden estão empatados no terceiro lugar do campeonato, com 511 pontos cada, e ainda têm chances matemáticas de título, pois a etapa de Sonoma pagará o dobro de pontos do que os normais distribuídos nas corridas anteriores. O vencedor ganhará 100 pontos e o segundo colocado somará 80. E essa ordem de pontuação será encerrada com 25º da prova faturando 10 pontos.

Para Newgarden ou Power ficar com o título, eles precisam vencer a corrida e ainda verem Dixon não conseguir um resultado melhor do que uma péssima 23ª posição e Rossi ainda teria de terminar no máximo na 10ª colocação. Ou seja, os dois pilots alimentam apenas chances remotas de ganhar o campeonato. Já Rossi pode ser campeão em diversos cenários diferentes de possibilidades, sendo a mais fácil delas a de vencer a prova e ter Dixon chegando em terceiro ou atrás desta posição.

Entre os brasileiros do grid da Indy, o melhor no treino de classificação deste sábado foi Pietro Fittipaldi, da Dale Coyne, com a 13ª posição. Tony Kanaan, em seu 300º GP consecutivo na categoria, foi o 18º pela Foyt, enquanto Matheus Leist, seu companheiro de equipe, sairá do 23º lugar.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já tem seus candidatos para as eleições de 2018?

Votar
Resultados
CORTESIA SEGOV HEPATICE C
SOLURB