17 de agosto de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
 BANNER TCE - Supremacia Lei Licitação PI 2209 (25 a 27/07 e 30 e 31/07)
ESPORTE

Hope Solo anuncia candidatura à presidência da Federação de Futebol dos EUA

Ela revelou que será candidata menos de uma semana após o atual presidente da entidade, Sunil Gulati, declarar que não vai buscar um quarto mandato.

8 dezembro 2017 - 08h31
Hope Solo anunciou que vai concorrer à presidência da Federação de Futebol dos Estados Unidos, a US Soccer.
Hope Solo anunciou que vai concorrer à presidência da Federação de Futebol dos Estados Unidos, a US Soccer. - Foto: NY Post

Ex-goleira da seleção norte-americana, Hope Solo anunciou que vai concorrer à presidência da Federação de Futebol dos Estados Unidos, a US Soccer. Ela revelou que será candidata menos de uma semana após o atual presidente da entidade, Sunil Gulati, declarar que não vai buscar um quarto mandato. Sua decisão veio na sequência do fracasso da seleção norte-americana na tentativa de se qualificar para a Copa do Mundo de 2018.

"Eu sei exatamente o que a US Soccer precisa fazer, eu sei exatamente como fazê-lo, e eu tenho atitude para fazer isso", disse Solo na sua publicação no Facebook. "Eu sempre estive disposta a me sacrificar pelo que acredito e acredito que não existe nenhum sacrifício melhor do que lutar pela igualdade de oportunidades, integridade e honestidade, especialmente em uma organização como a USSF que poderia dar muito mais para nossas comunidades em todo o país".

Solo, de 36 anos, liderou os Estados Unidos ao título mundial em 2015, mas deixou de defender a equipe após a Olimpíada de 2016, no Rio, quando se envolveu em polêmicas, como chamar de "covarde" a seleção da Suécia, que eliminou as norte-americanas nas quartas de final, por seu estilo de jogo defensivo. Solo, então, foi suspensa da equipe pouco depois e não retornou. Na sua carreira, ela defendeu a equipe em 202 jogos, com 153 vitórias e 102 jogos sem sofrer gols.

Ela se junta a um grupo de nove candidatos, sendo a segunda mulher a se apresentar para eleição - a outra é Kathu Carter, presidente da Soccer United Marketing. Os outros candidatos são Eric Wynalda, Paul Caligiuri e Kyle Martino, todos ex-jogadores da seleção, os advogados Steven Gans e Michael Winograd, o vice-presidente da Federação de Futebol dos Estados Unidos, Carlos Cordeiro e o empresário Paul Lapointe. A eleição será realizada em fevereiro, sendo que eles precisam de três indicações do atual conselho da federação até a próxima terça-feira para terem a candidatura oficializada.

Solo disse que sua campanha se concentrará em quatro princípios fundamentais: ela pretende criar um cultura vencedora no futebol dos Estados Unidos, começando pelas divisões de base, vai buscar a igualdade salarial entre homens e mulheres, tentará tornar o futebol acessível a todos e enfatizará a transparência dentro da federação.

"O que perdemos na América é a crença em nosso sistema, em nossos treinadores, em nosso pool de talentos e na gestão da federação. Agora devemos reorientar nossos objetivos e nos juntar como uma comunidade de futebol para provocaras mudanças que desejamos", afirmou.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já tem seus candidatos para as eleições de 2018?

Votar
Resultados
VAZIO SANITÁRIO
João Bosco e Banda