17 de junho de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
- SEBRAE INSTITUCIONAL
ESPORTE

Gabriel sai em defesa de Jair Ventura no Santos: 'Torcemos para que ele fique'

12 junho 2018 - 09h46

O atacante Gabriel aproveitou a coletiva do Santos nesta terça-feira para sair em defesa do técnico Jair Ventura, ameaçado no cargo. Na segunda-feira, o presidente do clube, José Carlos Peres, admitiu a possibilidade de queda do treinador caso aconteça uma derrota para o Fluminense na quarta-feira, às 19h, no Maracanã, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"A gente sempre joga por ele, para nós, para nossa família e nossa torcida. Estamos muito focados para conseguir a vitória. O Jair é um cara que tem me ajudado muito. O trabalho está sendo muito bem feito. Com as derrotas, as críticas aparecem. A gente torce para que ele fique e dê continuidade no trabalho. Ele tem sido espetacular na equipe", disse Gabriel.

Jair já vem sendo contestado no cargo há mais de um mês. O treinador chegou a ganhar sobrevida após a goleada sobre o Vitória por 5 a 2 e o empate em 1 a 1 com o Corinthians em Itaquera. No entanto, a derrota por 2 a 1 contra o Internacional no último domingo, na Vila Belmiro, voltou a pressionar Jair Ventura no cargo a ponto de pela primeira vez o mandatário do clube admitir a demissão.

Além de custar o cargo do treinador, um novo tropeço na próxima rodada, a última antes da parada para a Copa, pode mandar o Santos para a zona de rebaixamento. E o fato de permanecer entre os últimos colocados durante todo o Mundial incomoda o atacante Gabriel.

"Incomoda demais. Sou um cara muito competitivo. Me incomodo muito com essa situação. Fico tentando encontrar uma maneira de sair dessa situação durante os treinamentos, vejo vídeos em casa também. Incomoda todo o clube até pela condição técnica que temos, pela qualidade. Temos a oportunidade de ganhar e subir um pouco. O jogo é decisivo e muito importante para a gente", afirmou.

O Santos ocupa a 16ª colocação na tabela com nove pontos, a um de entrar para a zona de rebaixamento. No entanto, vale lembrar que o time alvinegro tem um jogo a menos do que as demais equipes, pois teve o duelo contra o Vasco, pela terceira rodada, adiado para depois da Copa.

ALMS CORTESIA
TJ MS