19 de abril de 2019 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
SEGOV/ENTREGAS B
ESPORTE

Em jogo polêmico contra Aparecidense, Ponte Preta é eliminada na Copa do Brasil

12 fevereiro 2019 - 20h57

A Ponte Preta deu adeus de forma precoce ainda na primeira fase da Copa do Brasil, nesta terça-feira, ao perder para a Aparecidense-GO por 1 a 0, no estádio Annibal Batista de Toledo, em Aparecida de Goiânia (GO). A classificação do time goiano foi manchada por uma atuação desastrosa do trio de arbitragem cearense liderado por Léo Simão Holanda.

Aos 44 minutos do segundo tempo, Hugo Cabral, em posição irregular, deixou tudo igual para a Ponte Preta. A polêmica se deve ao fato do auxiliar ter corrido para o meio de campo e do árbitro validar o gol. No entanto, após pressão dos jogadores da Aparecidense e de uma possível interferência externa, Léo Simão Holanda voltou atrás e assinalou impedimento.

O péssimo primeiro tempo realizado pela Ponte Preta acabou custando caro. Sem criatividade, o time foi dominado pela Aparecidense, que desperdiçou três boas oportunidades antes de abrir o placar aos 28 minutos. Uederson desarmou Arnaldo e soltou a bomba de fora da área. A bola desviou no meio do caminho e entrou no ângulo do goleiro Ivan.

Na etapa final, a Ponte Preta voltou com uma postura mais ofensiva, mas mesmo assim encontrou dificuldades para criar lances de perigo. No melhor deles, Hugo Cabral chutou e Pedro Henrique espalmou. A Aparecidense perdeu a chance de matar o jogo no contra-ataque em duas oportunidades e quase foi castigada aos 44 minutos, quando Hugo Cabral teve um gol anulado de forma polêmica.

Esta não é a primeira vez que a Aparecidense apronta na Copa do Brasil. No ano passado, também pela primeira fase, o time goiano eliminou o Botafogo com uma vitória por 2 a 1 - caiu na etapa seguinte para o Cuiabá. Agora, pela segunda fase, terá pela frente o vencedor do duelo entre Bragantino-PA e ASA-AL, que se enfrentarão nesta quarta-feira no Pará.

Camara.ms