19 de novembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
FULLBANNER-DOE-ORGAOS 1260X120  campanha “DOAÇÃO DE ÓRGÃOS
ESPORTE

Com retomada da obra, Campo Grande entra no mapa de competições nacionais de atletismo

9 novembro 2018 - 14h07
IMG_3659
IMG_3659

Em cerca de oito meses, Mato Grosso do Sul deixará de ser o único Estado sem pista de atletismo oficial para receber competições nacionais e internacionais da modalidade. O documento da retomada das obras foi assinado nesta manhã (9) pelo prefeito Marquinhos Trad, o secretário de Obras, Rudi Fioresi, o diretor-presidente da Funesp, Rodrigo Terra, e vereadores presentes.

Após assinar a retomada da obra, o prefeito Marquinhos Trad disse que essa foi uma construção coletiva. “Essa obra foi uma construção da Câmara Municipal, da Recoma, dos ministros, dos secretários e do governador, que abriu portas em Brasília. E agora, pela primeira vez, depois de 7 ministros, já começaram a montar a estrutura para trabalho, já tem equipes trabalhando e dessa vez a obra se torna uma realidade. Os campo-grandenses irão receber de nossa gestão o tão sonhado projeto da pista de atletismo” afirmou Marquinhos.

Com valores do Ministério do Esporte e da Prefeitura, a obra vai custar R$ 7,6 milhões. Para liberação dos recursos, foi necessário esforço conjunto entre ministro do esporte, Leandro Cruz Fróes da Silva, ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB), e da Prefeitura, que disponibilizará R$ 765 mil de contrapartida municipal.

Segundo presidente da Fundação Municipal de Esportes, Rodrigo Terra, a pista de atletismo do Parque Ayrton Senna pode ser comparada as obras do Ginásio Guanandizão e Morenão. “Esse equipamento público de esporte e lazer coloca Mato Grosso do Sul e Campo Grande no cenário nacional de uma cidade que pensa e que constrói políticas de esporte e lazer e que abre possibilidades de competições nacionais e internacionais aqui”, declarou.

Emocionado, o presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, professor João Rocha, lembrou das iniciativas para que se iniciasse a obra. “Em 1992, Pedro Pedrossian fez a primeira iniciativa, quando construiu um calçadão. Em 2011, na Câmara Municipal, conseguimos aprovar um projeto para o inicio das obras, mas não conseguimos finalizar. Hoje, nosso coração está pulsando de felicidade, porque estamos fazendo entregas, uma entrega histórica”, disse João.

Obra

A implantação do Projeto de Excelência Esportiva no Parque Ayrton Senna, contempla a Construção de Pista de Atletismo de Alto Rendimento Oficial Classe II, Certificada de IAAF e CBAT. A empresa vencedora, Recoma, será responsável, além da pista de atletismo com piso emborrachado, pela construção de um prédio de 200m², que funcionará de alongamento e vestuário aos atletas. A pista tem padrão internacional, com 400 metros e 8 raias, além de iluminação.

Para Valéria Cristina, Presidente da Federação de Atletismo de MS a pista vai garantir o treinamento adequado aos atletas do Estado. “A pista vai dar condições para nossos atletas treinarem e treinem uma igualdade de competição com outros Estados. Muitos atletas não conhecem uma pista oficial e chegam a competir nelas. Além da Corrida também teremos Corrida com Obstáculos, Saltos, Arremessos e Lançamento de Peso, Decatlo e Heptlato”, explicou.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você está animado com a transição para um Governo Bolsonaro?

Votar
Resultados