20 de junho de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
- SEBRAE INSTITUCIONAL
ESPORTE

Com 2 gols de Messi, Barça elimina Chelsea e vai às quartas na Liga dos Campeões

Para o duelo no Camp Nou, o técnico Ernesto Valverde preferiu começando jogando com Rakitic jogando ao lado de Busquets no meio-campo

14 março 2018 - 17h40
O gol aumentou o ímpeto do Barça em campo e o Chelsea se fechou
O gol aumentou o ímpeto do Barça em campo e o Chelsea se fechou - Foto: Estadão

Depois de marcar seu primeiro gol contra o Chelsea no jogo de ida, Lionel Messi definitivamente descobriu o caminho do gol contra o time inglês. Nesta quarta-feira, o argentino balançou as redes mais duas vezes e liderou a vitória do Barcelona sobre o rival de Londres pelo placar de 3 a 0, no Camp Nou, assegurando a vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões.

Messi, que até o jogo de ida nunca tinha marcado contra o Chelsea, deitou e rolou nesta quarta. Curiosamente, em seus dois gols ele mandou entre as pernas do goleiro Thibaut Courtois. Dembélé anotou o outro gol do duelo, que sacramentou a vaga do time catalão com sobras e fechou os confrontos das oitavas da Liga dos Campeões - no jogo de ida, os dois times empataram por 1 a 1 na Inglaterra.

Para o duelo no Camp Nou, o técnico Ernesto Valverde preferiu começando jogando com Rakitic jogando ao lado de Busquets no meio-campo. Paulinho só entrou em campo no segundo tempo. Philippe Coutinho apenas assistiu o jogo do banco porque não pode defender o Barça na competição - já vestiu a camisa do Liverpool nesta edição da Liga. Pelo Chelsea, Willian foi titular.

E, depois do equilíbrio do jogo de ida, o Barcelona tratou de desequilibrar logo no segundo minuto da partida desta quarta. Messi tabelou pela direita, contou com uma ajuda inesperada da defesa e com um belo passe de calcanhar de Suárez antes de bater de direita, quase na linha de fundo. A bola passou entre as pernas de Courtois.

O gol aumentou o ímpeto do Barça em campo e o Chelsea se fechou. Mais ofensivo, o time da casa buscou o segundo gol aos 19 em novo momento decisivo de Messi. O argentino roubou a bola no meio-campo, disparou pela direita e acionou Dembélé na esquerda. O francês não decepcionou: encheu o pé e estufou as redes.

Foi somente depois de levar o segundo gol que o Chelsea resolveu buscar o ataque com mais disposição. Sua melhor chance no primeiro tempo veio aos 45 minutos, com Marcos Alonso acertando a trave.

Para o segundo tempo, o Barcelona voltou com o ritmo do início da partida. Aos 2, Suárez quase anotou o terceiro, diante de nova falha da defesa inglesa. Só não marcou porque Courtois fez grande defesa. Na sequência, aos 4, Piqué puxou Marcos Alonso dentro da área. O árbitro ignorou o lance e os jogadores do Chelsea reclamaram.

Ainda insatisfeito com o placar, Valverde trocou Iniesta por Paulinho aos 9 minutos. Depois colocou André Gomes no lugar de Busquets e Aleix Vidal na vaga de Dembélé. As mudanças deram novo oxigênio ao setor ofensivo dos anfitriões.

O terceiro gol era questão de tempo. E, aos 17, Messi investiu pela esquerda e, desta vez, bateu de canhota para anotar seu segundo gol na partida. Novamente, acertou entre as pernas de Courtois. Foi o 100º gol marcado pelo atacante na história da Liga dos Campeões.

Nos instantes finais, o Chelsea criou outra boa oportunidade para ao menos descontar o placar. Mas Rüdiger, de cabeça, acertou a trave, aos 44 minutos do segundo tempo.

Com o triunfo, o Barcelona se juntou aos demais classificados às quartas de final: Bayern de Munique, Juventus, Liverpool, Manchester City, Real Madrid, Roma e Sevilla. Os confrontos serão definidos por sorteio, agendado para esta sexta-feira.

TJ MS
ALMS CORTESIA