14 de novembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
banner Mudanças - Assembléia Legislativa - período de 09/11 a 30/11
ESPORTE

Brasil leva virada, é surpreendido pela Holanda e perde a 1ª no Mundial de Vôlei

15 setembro 2018 - 16h28

Depois de conquistar vitórias sobre Egito e França, a seleção brasileira sofreu a sua primeira derrota no Mundial Masculino de Vôlei de 2018 ao ser surpreendida pela Holanda, neste sábado, em Ruse, na Bulgária. Favorito a um novo triunfo, o time nacional foi superado por 3 sets a 1, de virada, com parciais de 21/25, 25/20, 25/20 e 25/21.

O resultado ruim fez o Brasil cair para o quarto lugar do Grupo B da competição, com cinco pontos, e ser ultrapassado justamente pelos holandeses, que chegaram aos seis pontos. O Canadá, que em outro duelo do dia derrotou a China por 3 a 1, com 25/22, 25/19, 21/25 e 25/23, ocupa a liderança isolada da chave, com nove pontos, enquanto a França é a vice-líder, com sete.

O time comandado pelo técnico Renan Dal Zotto voltará a jogar pelo Mundial apenas na segunda-feira, quando encara os canadenses, às 14h30 (de Brasília), precisando de um bom resultado para aumentar as suas chances de garantir classificação à próxima fase da competição.

A Holanda, por sua vez, comemorou um triunfo histórico para o País, pois não vencia o Brasil no Mundial de Vôlei há 52 anos. O primeiro e único triunfo até então sobre os brasileiros havia ocorrido em 1966, quando a extinta Checoslováquia abrigou o torneio. Neste domingo, os holandeses encaram os franceses, às 14h30 (de Brasília), em seu novo desafio no evento, que é realizado na Bulgária e na Itália.

Neste sábado, a seleção brasileira começou bem a partida diante da Holanda e chegou a dar a impressão que confirmaria favoritismo com tranquilidade, mas caiu de rendimento a partir do segundo set e acabou sendo surpreendida pelos adversários.

Sem repetir a mesma força no bloqueio, fundamento no qual brilhou na vitória por 3 sets a 2 sobre a França, o Brasil só conseguiu sete pontos parando ataques dos holandeses, assim como fez apenas dois pontos de saque. Além disso, cedeu 27 pontos aos rivais com erros.

Lucão e Douglas Souza, com 13 pontos cada, foram os maiores destaques ofensivos da seleção brasileira, enquanto o holandês Wouter Ter Maat, com 16 acertos, foi o maior pontuador do confronto. Thijs Ter Horst, com 15, também se sobressaiu pela equipe europeia.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você está animado com a transição para um Governo Bolsonaro?

Votar
Resultados