20 de julho de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
ESPORTE

Brasil estreia com vitória sobre o Chile na fase final da Copa América Feminina

16 abril 2018 - 19h58

O Brasil teve nesta segunda-feira talvez o seu desafio mais difícil na Copa América Feminina, mas manteve os 100% de aproveitamento na competição. Com ótimo público no Estádio La Portada, em La Serena, a seleção encarou as donas da casa, as chilenas, e venceu por 3 a 1 na abertura da fase final do torneio.

Depois de liderar sem dificuldades o Grupo B na primeira fase, a seleção largou na frente no quadrangular final. A equipe soma os mesmos três pontos da Argentina, que surpreendeu a Colômbia também por 3 a 1. Quinta-feira, o duelo será justamente diante das argentinas. Na rodada final, domingo, confronto com as colombianas.

A seleção brasileira começou em cima nesta segunda e quase marcou aos 19 minutos, quando Rafaelle arriscou de fora da área e acertou o travessão. Dois minutos depois, após cobrança de falta na área e desvio na marca no pênalti, novamente a trave impediu o gol. Só que no rebote, Mônica finalizou para a rede.

O ataque brasileiro se beneficiava da ampla vantagem na estatura e seguia levando perigo pelo alto. Aos 25, Marta cobrou falta para a área, Thaisinha ficou com a sobra e cruzou para Bia Zaneratto, que marcou de cabeça. Nove minutos mais tarde, Marta fez grande jogada e encontrou Thaisinha para fazer o terceiro.

O Chile pouco assustava e só levava perigo em chutes de longe. Aos 43, Lara tentou e obrigou Bárbara a fazer uma grande defesa. No segundo tempo, aos 17 minutos, a goleira não alcançou a finalização perfeita de fora da área de López, que diminuiu. Mas ficou nisso.

O campeão e o vice do torneio sul-americano garantirão lugar direto no Mundial de 2019, na França, enquanto o terceiro disputará repescagem contra um representante da Concacaf em busca de outra vaga. A seleção vencedora da Copa América também vai assegurar um posto na Olimpíada de Tóquio, em 2020, e a vice-campeã jogará repescagem contra uma nação da África por uma segunda vaga.

O Brasil faturou o título sul-americano em 1991, 1995, 1998, 2003, 2010 e 2014 e só não ficou com a taça de campeão em 2006, quando foi surpreendido pela Argentina na decisão realizada na casa da adversária. Com a ida à fase final, a seleção já garantiu vaga nos Jogos Pan-Americanos de Lima, em 2019.

João Bosco e Banda
PI SENAR MS 2018 centroexcelencia full-banner 940x100px