10 de dezembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
PI AL MS - BANNER ASSEMBLEIA LEGISLATIVA - MUDANÇAS (01/12 a 12/12)
ESPORTE

Bahia sofre, mas vence Paraná e encerra jejum de cinco jogos sem vitória

13 outubro 2018 - 22h14

O Bahia sofreu, mas encerrou um jejum de cinco jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro. Na noite deste sábado, com casa cheia, o time baiano teve dificuldades no ataque, mas derrotou o Paraná, por 2 a 0, no Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA), na sequência da 29ª rodada. Vinícius entrou no segundo tempo e se tornou o herói da partida com dois gols, aos 39 e aos 43 minutos do segundo tempo.

O resultado ainda serviu para o Bahia respirar na luta contra o rebaixamento. O time comandado por Enderson Moreira subiu para 12º lugar, com 34 pontos, quatro na frente do Ceará, que abre a zona da degola. O Paraná, por outro lado, caminha a passos largos em direção à segunda divisão. Lanterna, com apenas 17 pontos, os paranaenses chegaram ao 15º jogo sem vitória e igualou São Caetano (2006) e América-RN (2007) como as piores sequências da história do Brasileirão em pontos corridos.

Neste sábado, o Bahia colocou ingressos a R$ 10, a torcida compareceu em bom número, mas quando a bola rolou o time demorou a engrenar. Com dificuldades para penetrar na defesa visitante, os baianos viram o adversário criar a primeira chance de gol aos 15 minutos. Depois de troca de passes curtos, Deivid recebeu de frente para o gol, mas finalizou em cima de Douglas, que caiu bem para fazer a defesa.

Usando as subidas pelo lado esquerdo, com Léo, o Bahia encontrou espaço para levar perigo ao Paraná. Em jogada pelo setor, Ramires apareceu de surpresa na área e desviou de cabeça, assustando o goleiro Richard.

No final do primeiro tempo, os baianos colocaram a bola no chão e criaram boas oportunidades de marcar com Zé Rafael. Primeiro, o meia apareceu na área para concluir cruzamento de Ramires e tirou tinta da trave. Logo em seguida, ele caprichou na cobrança de falta e exigiu grande defesa de Richard.

O Bahia começou o segundo tempo mais ligado e logo no primeiro ataque exigiu outra boa defesa de Richard, desta vez em cabeçada de Zé Rafael. O Paraná respondeu em contra-ataque que Alex Santana finalizou em cima de Douglas.

O tempo, contudo, foi passando e a torcida tricolor se irritando com a falta de gols. Flávio tentou de longe para acabar com a angústia, mas parou em Richard novamente. Enderson Moreira foi obrigado a mexer no time e colocou nomes como Vinícius e Edigar Júnio para tentar furar o bloqueio do adversário.

As dificuldades não diminuíram, mas se transformaram em alívio apenas aos 39 minutos. Vinícius caprichou na cobrança de falta, encobriu a barreira, e não deu chances para Richard. Ainda deu tempo para os donos da casa ampliarem, novamente com Vinícius, após cruzamento rasteiro e uma batida em diagonal. Festa geral nas arquibancadas com quase 30 mil torcedores.

O Bahia volta a campo no próximo sábado para enfrentar o Botafogo, às 16 horas, no Nilton Santos, no Rio de Janeiro. No domingo, às 19 horas, o Paraná recebe o Flamengo, no Durival Britto, em Curitiba.

FICHA TÉCNICA:

BAHIA 2 x 0 PARANÁ

BAHIA - Douglas Friedrich; Bruno (Vinícius), Douglas Grolli, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Flávio, Ramires e Zé Rafael (Edigar Júnio); Élber (Nilton) e Gilberto. Técnico: Enderson Moreira.

PARANÁ - Richard; Júnior (Jhony), Renê, Rayan e Igor; Alex Santana, Leandro Vilela, Deivid (Andrey) e Juninho; Silvinho (Nadson) e Rafael Grampola. Técnico: Claudinei Oliveira.

GOLS - Vinícius, aos 39 e aos 43 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Zé Rafael (Bahia); Juninho, Jhony e Andrey (Paraná).

ÁRBITRO - Jean Pierre Gonçalves (RS).

RENDA - R$ 256.229,00.

PÚBLICO - 29.215 pagantes (29.328 no total).

LOCAL - Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA).

TJMS – Campanha do TJMS – SEMANA NACIONAL DA RECONCILIAÇÃO
Rubeola