22 de julho de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
AGEREG
ECONOMIA

UGT faz evento para oferecer 1,8 mil vagas de emprego e aumentar sindicalização

12 julho 2018 - 19h58

A União Geral dos Trabalhadores (UGT) promove, na próxima segunda-feira, 16, um "mutirão de emprego" na sede do Sindicato dos Comerciários, em São Paulo. Numa parceria inédita, segundo o presidente da entidade, Ricardo Patah, foi feita uma parceria com várias empresas que vão oferecer cerca de 1,8 mil vagas, entre as quais para vendedores e motoristas. São esperadas cerca de 5 mil pessoas ao evento.

Em troca, a entidade pretende sindicalizar a maioria dos trabalhadores que conseguir uma vaga e, com isso, obter recursos com mensalidades de associados para se manter após a reforma trabalhista, que acabou com a obrigatoriedade do imposto sindical.

"Essa é uma resposta à reestruturação que estamos fazendo para continuar com nosso trabalho sindical", afirma Patah. Segundo ele, a sindicalização será voluntária, mas, ao chegar ao sindicato o interessado em uma vaga receberá folhetos, assistirá filmes e será abordado por sindicalistas em um trabalho de convencimento. "Vamos mostrar a estrutura que oferecemos, com médicos, dentistas, lazer".

Patah informa que a iniciativa será levada aos mais de 1,3 mil sindicatos filiados à central.

O atendimento será feito por profissionais da área de Recursos Humanos nas empresas que participam do projeto e ocorrerá na própria sede do sindicato, ao lado da estação do metrô Anhangabaú, das 9h às 17h. Só o grupo Pão de Açúcar terá mil vagas a serem preenchidas.

Também estarão com oferta de empregos a Droga Raia/Drogasil (25 vagas), Supermercado Hirota (11), Telhanorte (360), Calçados Clovis (22), Carrefour (85), Include Quality (70 para jovens aprendizes), Supermercado da Praça (30), Santil (3), Makro Atacadista (20) e outras (200).

Há vagas para diversas cidades da Grande São Paulo inclusive para pessoas com deficiência vendedor, atendente, para auxiliar, assistente de RH, analista, motorista, cozinheiro, operador de caixa, repositor, estoquista, recepcionista, agente de fiscalização, balconista, entre outras.

Segundo Patah, a Prefeitura de São Paulo também terá no local um posto de atendimento para interessados em tirar a carteira de trabalho.

João Bosco e Banda