16 de agosto de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Banner - Campanha Doe Sangue 09.08 até 16.08
ECONOMIA

Temer sanciona sem vetos lei que trata de fiscalização de alimento artesanal

14 junho 2018 - 19h24

A assessoria de imprensa do Palácio do Planalto fez uma correção e afirmou que a lei que trata da fiscalização de produtos artesanais de origem animal, como queijos e salames, foi sancionada integralmente pelo presidente Michel Temer. Assim, será possível fazer a comercialização dos alimentos de acordo com as novas regras mesmo antes da regulamentação do selo, o que pode demorar.

Inicialmente, a própria assessoria divulgou que o presidente Temer havia vetado trecho do projeto que autorizava a comercialização dos produtos artesanais logo após a sanção.

A lei aprovada por Temer hoje estabelece que a fiscalização de produtos artesanais de origem animal não será mais feita pelo Ministério da Agricultura, e sim pelos Estados e Distrito Federal. A decisão vale apenas para casos de vendas interestaduais.

"É permitida a comercialização interestadual de produtos alimentícios produzidos de forma artesanal, com características e métodos tradicionais ou regionais próprios, empregadas boas práticas agropecuárias e de fabricação, desde que submetidos à fiscalização de órgãos de saúde pública dos Estados e do Distrito Federal", diz trecho da lei.

A legislação anterior previa que os produtos artesanais de origem animal poderiam ser vendidos com o selo do Serviço de Inspeção Federal (SIF), do Ministério da Agricultura. Agora, o texto sancionado estabelece a substituição do SIF pelo selo Arte, que ainda será regulamentado.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já tem seus candidatos para as eleições de 2018?

Votar
Resultados
João Bosco e Banda
VAZIO SANITÁRIO