09 de julho de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Saraiva de Rezende - SR Construtora
ECONOMIA MUNICIPAL

Secretários discutem planejamento da Capital para os próximos anos

O encontro tem por finalidade desenvolver um instrumento capaz de promover a efetividade da administração municipal e atender aos anseios da população campo-grandense

15 maio 2017 - 11h21
_MAG4596
_MAG4596
comper

Secretários, secretários-adjuntos, gestores e superintendentes participaram na manhã desta segunda-feira (15) da apresentação das diretrizes para a elaboração do Plano Plurianual (PPA), para o período de 2018 a 2021. O encontro tem por finalidade desenvolver um instrumento capaz de promover a efetividade da administração municipal e atender aos anseios da população campo-grandense.

Os principais temas debatidos foram: Contextualização de Campo Grande, Diretrizes e Cronograma de Elaboração do PPA 2018/2021, PPA como instrumento de gestão e Sistema de Planejamento.

O secretário de Governo e Relações Institucionais (Segov), Antônio Cezar Lacerda, fez a abertura oficial do evento, para formular o PPA, e frisou a importância do planejamento de trabalho da atual administração para os próximos quatro anos. “Este é um instrumento muito importante para o desenvolvimento da cidade. Vamos criar uma comissão composta de representantes das secretarias e autarquias para fazer um projeto novo de governo”, declarou.

A diretora-presidente da Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (Planurb), apresentou aos participantes do evento uma contextualização de Campo Grande no que diz respeito à evolução da população, espaços urbanos, bairros mais populosos; menos populosos, bairros com melhor índice de educação; com pior índice de educação. Citou o exemplo da região central, que possui o maior número de pessoas idosas e alguns bairros que precisam de investimentos para melhorar a educação.

“Temos que conversar com a sociedade, por meio dos conselhos regionais, para saber quais são as principais necessidades da população. A população está envelhecendo e temos que criar políticas públicas para os idosos e não deixar de cuidar das crianças, jovens e adultos”, frisou Berenice.

O Secretário Municipal de Planejamento e Finanças (Sefin), Pedro Pedrossian Neto, fez questão destacar ao grupo que todos possuem capacidade para planejar o futuro com eficientes estratégias de trabalhos para os próximos anos e apontou a necessidade de um PP realista.

“A partir desses grupos temáticos, com comissões permanentes, que visam ajudar nos grupos temáticos, faremos o planejamento para um bom governo e tenho certeza que vamos tirar Campo Grande dessa situação financeira difícil”, analisou.

O representante do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul, Gláucio Hashimoto, destacou a importância do PPA e da fiscalização do Tribunal de Contas. Ele explicou que o plano de trabalho deve ter a efetividade e a sensação do bom funcionamento da cidade, com limpeza pública em ordem, conservação de prédios, gastronomia, segurança, bom funcionamento no sistema de saúde e educação para todos.

“O PPA é um instrumento de planejamento que será praticado nos próximos anos. É importante que mostrem os pontos positivo e as fraquezas, e o que pode ser melhorado. Toda a programação orçamentária deve ser cumprida e, se não houver este cumprimento, será emitido um sinal de alerta por parte do TCE. Concordo com as palavras do secretário da Sefin, Pedro Pedrossian Neto, que foi sincero ao apresentar aos secretários a realidade econômica da Prefeitura”, finalizou.

Banner Whatsapp Desktop
COMPER Delivery (interna)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você é a favor do veto do presidente Bolsonaro em relação ao uso obrigatório de máscaras respiratórias em locais como igrejas, comércio, escolas e presídios?

Votar
Resultados
GAL COSTA
ALMS
tj ms