25 de março de 2019 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
ENTREGAS - SITE A CRITICA
DESENVOLVIMENTO

Nova indústria vai colocar MS entre maiores produtores de papel para fins sanitários do País

Esse volume deve levar a empresa a figurar entre as 10 maiores produtoras de papel Tissue do Brasil

12 março 2019 - 16h30
O superintendente de Indústria, Comércio e Serviços da Semagro, Bruno Gouveia, cuidou do encaminhamento do projeto desde o início e destacou a importância do investimento pelo adensamento da cadeia do papel
O superintendente de Indústria, Comércio e Serviços da Semagro, Bruno Gouveia, cuidou do encaminhamento do projeto desde o início e destacou a importância do investimento pelo adensamento da cadeia do papel - Foto: Divulgação

O Grupo ANIN Papéis Especiais acertou a implantação de uma fábrica de papel Tissue (para fins sanitários) em Mato Grosso do Sul. Em reunião na manhã desta terça-feira (12.3) com o governador Reinaldo Azambuja, o empresário Aurio Lima Júnior e o diretor de Gestão Empresarial Leandro Magalhães, apresentaram o projeto que prevê investimento de R$ 192 milhões com geração de 150 empregos diretos e capacidade para produzir 30 mil toneladas de papel higiênico e guardanapo por ano. Esse volume deve levar a empresa a figurar entre as 10 maiores produtoras de papel Tissue do Brasil.

O investimento será sediado no município de Três Lagoas em área de 85 mil metros quadrados do Distrito Industrial. O secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, explicou que o processo teve amplo apoio do Governo do Estado, desde a concessão de incentivos, o encaminhamento de financiamento do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), a agilização dos procedimentos para obter as licenças ambientais e demais tratativas.

O superintendente de Indústria, Comércio e Serviços da Semagro, Bruno Gouveia, cuidou do encaminhamento do projeto desde o início e destacou a importância do investimento pelo adensamento da cadeia do papel. A indústria completa o ciclo que vai desde a produção da floresta, a celulose até o produto final: o papel higiênico destinado diretamente ao mercado consumidor.

A previsão é de que as obras de implantação comecem ainda neste primeiro semestre e até o fim do ano que vem tenha início a produção da indústria. A unidade de Três Lagoas deve produzir papel higiênico de folhas simples, dupla e tripla e guardanapos de folhas simples e dupla, da marca Ouroppel.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você considera que o uso da internet em excesso esteja incentivando os jovens a cometerem suicídio?

Votar
Resultados
Camara.ms
DENGUE