25 de setembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
HVM - INCORPORACOES
ECONOMIA

Maior central sindical da Argentina convoca greve geral para 25 de junho

12 junho 2018 - 19h06

A Confederação Geral do Trabalho (CGT), maior central sindical da Argentina, convocou greve geral de 24 horas para o dia 25 de junho, devido às políticas de austeridade acertadas pelo governo de Mauricio Macri com o Fundo Monetário Internacional (FMI) na semana passada.

O acordo firmado entre a Argentina e o FMI prevê o empréstimo de US$ 50 bilhões. Com o acerto, o governo Macri modificou suas metas de resultado primário e de inflação.

A meta do déficit primário deste ano passou a ser de 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB) e de 1,3% do PIB em 2019. Para a inflação, o alvo foi para 17% no próximo ano, 13% em 2020 e 9% em 2021.

De acordo com a CGT, vinculada ao peronismo, os sindicalistas não vão permitir que "o ajuste seja feito novamente por quem tem menos". "Não vamos tolerar que se insistam em ajustar mais a economia social em busca de um equilíbrio fiscal", afirmou a central.

Em dezembro de 2001, foi justamente a oposição às medidas exigidas pelo FMI que levou à crise econômica e social que resultou na queda do então presidente Fernando de la Rúa.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já tem seus candidatos para as eleições de 2018?

Votar
Resultados
SOLURB
CORTESIA SEGOV HEPATICE C