23 de junho de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
banner TCE. Sustentabilidade dias 21, 22, 25, 26 e 27/06 conforme pi 1808/2018
ECONOMIA

Locadoras de veículos faturaram R$ 15,5 bi em 2017; alta é de 12,3% ante 2016

Por sua vez, os emplacamentos pelas locadoras alcançaram 359,702 mil veículos no ano, o que levou a um aumento da participação dessas empresas nas compras totais realizadas no País

14 março 2018 - 08h59
O share das locadoras nos emplacamentos totais subiu de 10,9% em 2016 para 16,5% em 2017
O share das locadoras nos emplacamentos totais subiu de 10,9% em 2016 para 16,5% em 2017 - Foto: Oswaldo Cornetti

O faturamento bruto do setor de locação de veículos atingiu R$ 15,5 bilhões no ano passado, cifra 12,3% maior que os R$ 13,8 bilhões anotados em 2016, de acordo com a Associação Brasileira de Locadoras de Automóveis (ABLA).

Ao todo, o setor contava com 11,482 mil empresas em 2017, sendo 8,559 mil locadoras de automóveis sem motorista e outras 2,923 mil com motorista. Em 2016, a ABLA contabilizava 11,199 mil empresas, também com 8,559 mil na primeira categoria (sem motorista) e outras 2,640 mil na segunda.

A frota disponível no setor aumentou 12%, somando 709,033 mil automóveis e comerciais leves em 2017. Na separação por marca, a Fiat/Chrysler aparece novamente no topo do setor de locação, com 23,84% da frota, equivalendo a 169,030 mil unidades. Em seguida, vêm General Motors (17,5%), Volkswagen (17,2%), Renault (14,3%) e Ford (12,4%).

Por sua vez, os emplacamentos pelas locadoras alcançaram 359,702 mil veículos no ano, o que levou a um aumento da participação dessas empresas nas compras totais realizadas no País. O share das locadoras nos emplacamentos totais subiu de 10,9% em 2016 para 16,5% em 2017.

"Em um momento de crise das montadoras, estávamos comprando", destaca Paulo Miguel Júnior, presidente da associação, em coletiva de imprensa para comentar os dados de 2017. De acordo com ele, esse aumento das compras foi puxado tanto por renovação quanto aumento de frota.

Já o número de usuários atingiu 27,2 milhões no ano passado, um aumento de 17,2% frente aos 23,2 milhões registrados em 2016. Na divisão dos clientes por tipo de negócios, a terceirização de frotas segue com a principal fatia do mercado, com 58%, mesma fatia de 2016. Em segundo lugar, vêm os clientes de turismo a lazer, com 23%, e os 19% restantes correspondem a turismo de negócios.

A ABLA não divulga dados de participação de mercado das locadoras.

ALMS CORTESIA
TJ MS