10 de dezembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
 Campanha AFTOSA - Novembro do Cliente Governo do Estado.
ECONOMIA

Exportações de petróleo sauditas em abril continuarão a respeitar acordo

A Opep e outras nações de fora do grupo, como a Rússia, concordaram no mês passado em Viena em limitar a produção até o fim de 2018

14 março 2018 - 07h26
A Arábia Saudita continua a liderar pelo exemplo, ao produzir abaixo das metas de produção com a qual concordou, disse um porta-voz da pasta
"A Arábia Saudita continua a liderar pelo exemplo, ao produzir abaixo das metas de produção com a qual concordou", disse um porta-voz da pasta - Foto: O Petróleo

A Arábia Saudita informou nesta quarta-feira que manterá seus níveis gerais de oferta de petróleo em abril abaixo de 7 milhões de barris por dia (bpd), em linha com seu compromisso no acordo liderado pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) para reduzir a oferta. A gigante estatal Saudi Aramco manterá seus níveis de produção abaixo de 10 milhões de barris por dia, de acordo com o Ministério da Energia do reino.

"A Arábia Saudita continua a liderar pelo exemplo, ao produzir abaixo das metas de produção com a qual concordou", disse um porta-voz da pasta.

A Opep e outras nações de fora do grupo, como a Rússia, concordaram no mês passado em Viena em limitar a produção até o fim de 2018. Os países querem garantir que a indústria petrolífera continue a atravessar esse período de recuperação ainda frágil.

O acordo sinaliza que os maiores produtores globais ainda avaliam que o excesso de oferta pesa sobre os preços, mesmo com o acordo em vigor. No total, 24 países, que controlam cerca de 60% da produção global, se comprometeram a não gerar 1,8 milhão de barris por dia de petróleo no total - quase 2% da produção global. 

Rubeola
TJMS – Campanha do TJMS – SEMANA NACIONAL DA RECONCILIAÇÃO