24 de março de 2019 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Governo - Dengue
ECONOMIA

Desaceleração global afeta Japão e é apropriado manter relaxamento, diz Kuroda

15 março 2019 - 03h46

O presidente do Banco do Japão (BoJ, pela sigla em inglês), Haruhiko Kuroda, disse nesta sexta-feira que as exportações e produção japonesas têm sido afetadas pela desaceleração da economia global, que, segundo ele, deverá começar a se recuperar na segunda metade deste ano. Kuroda avaliou, no entanto, que a demanda doméstica continua firme.

Mais cedo, o BoJ confirmou as expectativas e decidiu manter sua política monetária inalterada, incluindo a taxa de depósito de curto prazo em -0,1% e a meta para os juros dos bônus do governo japonês (JGBs, na sigla em inglês) em torno de zero.

Segundo Kuroda, que falou durante coletiva de imprensa que se seguiu à decisão, é "apropriado" que o banco central japonês mantenha as atuais condições de relaxamento monetário.

Kuroda também comentou que a meta de inflação de 2% estipulada pelo BoJ continua sendo "importante". O núcleo da inflação ao consumidor no Japão, medida preferida da instituição que exclui os preços de alimentos frescos, subiu apenas 0,8% na comparação anual de janeiro. Com informações da Dow Jones Newswires.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você considera que o uso da internet em excesso esteja incentivando os jovens a cometerem suicídio?

Votar
Resultados
IPVA
DENGUE