20 de agosto de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Banner - Campanha Doe Sangue 09.08 até 16.08
ECONOMIA

Bolsas da Europa fecham em alta com setor de energia em destaque

17 maio 2018 - 12h44

As bolsas europeias fecharam em território positivo nesta quinta-feira, 17, com foco em várias notícias. No Reino Unido, agradou a possibilidade, ainda não confirmada, de que o país siga na união aduaneira com a União Europeia por mais tempo, após 2021. Além disso, o avanço do petróleo apoiou papéis do setor de energia no continente, mas em Milão a alta foi mais contida, ainda diante da cautela de investidores com o quadro político italiano.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,66%, em 395,79 pontos.

Reportagem do jornal The Telegraph apontou que o governo da premiê Theresa May pode participar da união aduaneira por mais tempo. Nesta quinta, May participou de uma cúpula da UE com países dos Bálcãs, durante a qual lideranças do bloco aproveitaram para rechaçar as ameaças de tarifas comerciais dos EUA e tentar mostrar união sobre o tema.

Além disso, nova jornada positiva para o petróleo, que atingiu máximas desde 2014, apoiou papéis do setor de energia. A alta do cobre também beneficiou algumas mineradoras na praça londrina.

Na Itália, continuou a ser monitorado o diálogo para a formação de um novo governo. Alguns investidores mostram-se cautelosos sobre a possibilidade de que a Liga e o Movimento 5 Estrelas comandem a próxima administração, temendo que esses partidos possam conduzir um governo populista e mais distante do resto da União Europeia.

O índice FTSE-100, da Bolsa de Londres, encerrou em alta de 0,70%, a 7.787,97 pontos, na máxima histórica de fechamento. A petroleira BP subiu 1,41% e, entre as mineradoras, BHP Billiton (+0,31%) e Antofagasta (+1,26%) subiram, mas Anglo American (-0,49%) caiu. Cdn Overseas Petroleum teve alta de 10,24% e Lloyds, de 0,82%.

Em Frankfurt, o índice DAX avançou 0,91%, a 13.114,61 pontos. E.ON subiu 1,21%, no setor de energia, e Deutsche Bank avançou 0,42%, entre os bancos. Daimler se saiu bem, em alta de 1,39%.

O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, fechou com ganho de 0,98%, a 5.621,92 pontos, na máxima do dia. A petroleira Total subiu 1,79%, porém entre os bancos Société Générale recuou 0,65%.

Na Bolsa de Milão, o FTSE-MIB teve alta de 0,29%, a 23.801,99 pontos. Entre os papéis mais negociados, Banca Carige caiu 1,16% e Telecom Italia recuou 0,65%, mas Enel e Saipem subiram 0,73% e 1,20%, respectivamente. Fiat subiu 0,65%.

Em Madri, o índice IBEX-35 avançou 1,04%, a 10.216,40 pontos, na máxima diária. No setor bancário espanhol, Santander subiu 0,43% e BBVA, 1,31%. Iberdrola teve alta de 0,86%, no setor energético, enquanto ArcelorMittal avançou 0,26%.

Na Bolsa de Lisboa, o PSI-20 fechou em alta de 1,02%, em 5.753,69 pontos, também na máxima do dia. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já tem seus candidatos para as eleições de 2018?

Votar
Resultados
VAZIO SANITÁRIO