22 de outubro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
CAMPANHA SEGOV - HPV -
ECONOMIA

Bolsas da Europa fecham em alta com setor de energia em destaque

17 maio 2018 - 12h44

As bolsas europeias fecharam em território positivo nesta quinta-feira, 17, com foco em várias notícias. No Reino Unido, agradou a possibilidade, ainda não confirmada, de que o país siga na união aduaneira com a União Europeia por mais tempo, após 2021. Além disso, o avanço do petróleo apoiou papéis do setor de energia no continente, mas em Milão a alta foi mais contida, ainda diante da cautela de investidores com o quadro político italiano.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,66%, em 395,79 pontos.

Reportagem do jornal The Telegraph apontou que o governo da premiê Theresa May pode participar da união aduaneira por mais tempo. Nesta quinta, May participou de uma cúpula da UE com países dos Bálcãs, durante a qual lideranças do bloco aproveitaram para rechaçar as ameaças de tarifas comerciais dos EUA e tentar mostrar união sobre o tema.

Além disso, nova jornada positiva para o petróleo, que atingiu máximas desde 2014, apoiou papéis do setor de energia. A alta do cobre também beneficiou algumas mineradoras na praça londrina.

Na Itália, continuou a ser monitorado o diálogo para a formação de um novo governo. Alguns investidores mostram-se cautelosos sobre a possibilidade de que a Liga e o Movimento 5 Estrelas comandem a próxima administração, temendo que esses partidos possam conduzir um governo populista e mais distante do resto da União Europeia.

O índice FTSE-100, da Bolsa de Londres, encerrou em alta de 0,70%, a 7.787,97 pontos, na máxima histórica de fechamento. A petroleira BP subiu 1,41% e, entre as mineradoras, BHP Billiton (+0,31%) e Antofagasta (+1,26%) subiram, mas Anglo American (-0,49%) caiu. Cdn Overseas Petroleum teve alta de 10,24% e Lloyds, de 0,82%.

Em Frankfurt, o índice DAX avançou 0,91%, a 13.114,61 pontos. E.ON subiu 1,21%, no setor de energia, e Deutsche Bank avançou 0,42%, entre os bancos. Daimler se saiu bem, em alta de 1,39%.

O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, fechou com ganho de 0,98%, a 5.621,92 pontos, na máxima do dia. A petroleira Total subiu 1,79%, porém entre os bancos Société Générale recuou 0,65%.

Na Bolsa de Milão, o FTSE-MIB teve alta de 0,29%, a 23.801,99 pontos. Entre os papéis mais negociados, Banca Carige caiu 1,16% e Telecom Italia recuou 0,65%, mas Enel e Saipem subiram 0,73% e 1,20%, respectivamente. Fiat subiu 0,65%.

Em Madri, o índice IBEX-35 avançou 1,04%, a 10.216,40 pontos, na máxima diária. No setor bancário espanhol, Santander subiu 0,43% e BBVA, 1,31%. Iberdrola teve alta de 0,86%, no setor energético, enquanto ArcelorMittal avançou 0,26%.

Na Bolsa de Lisboa, o PSI-20 fechou em alta de 1,02%, em 5.753,69 pontos, também na máxima do dia. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você é a favor de punição para quem compartilha fake news?

Votar
Resultados
FullBanner - Campanha do TJMS – SEMANA NACIONAL DA RECONCILIAÇÃO