21 de novembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
campanha do Governo do Estado - rubeola- Programa Nacional de Imunização
ECONOMIA

BNDES e BNB devem financiar obras em terminais da Fraport

Segundo a presidente das concessionárias Fraport Brasil-Porto Alegre e Fraport Brasil-Fortaleza, Andreea Pal, a ideia é firmar empréstimo com o BNB, para as obras em Fortaleza, até o fim de junho

13 fevereiro 2018 - 08h25
Já no caso do projeto em Porto Alegre, a aprovação do crédito com o BNDES deve ficar para setembro ou outubro
Já no caso do projeto em Porto Alegre, a aprovação do crédito com o BNDES deve ficar para setembro ou outubro - Foto: André Feites / Estadão

A Fraport, operadora do Aeroporto de Frankfurt, buscará empréstimos com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Banco do Nordeste (BNB) para financiar as obras nos terminais aéreos de Porto Alegre (RS) e Fortaleza (CE).

Esses terminais foram concedidos à iniciativa privada em março do ano passado, em leilões que incluíram também os Aeroportos de Florianópolis (SC) e Salvador (BA). A francesa Vinci e a suíça Zurich, que levaram as duas últimas concessões, respectivamente, ainda estão estudando seus formatos de financiamento.

Segundo a presidente das concessionárias Fraport Brasil-Porto Alegre e Fraport Brasil-Fortaleza, Andreea Pal, a ideia é firmar empréstimo com o BNB, para as obras em Fortaleza, até o fim de junho. Já no caso do projeto em Porto Alegre, a aprovação do crédito com o BNDES deve ficar para setembro ou outubro. "Temos nossos planos, mas nosso plano não é necessariamente o plano deles."

Os bancos públicos confirmaram que estão trabalhando com esses prazos. Segundo a Área de Saneamento e Transporte do BNDES, a expectativa é começar os desembolsos para o Aeroporto de Porto Alegre em setembro. Já o BNB informou que o pedido para o financiamento às obras no Aeroporto de Fortaleza foi feito este mês, e a expectativa é aprovar e contratar o crédito ainda no primeiro semestre.

A executiva da companhia alemã evitou estimar valores para os empréstimos, pois isso dependerá das negociações com os bancos. Conforme as regras das concessões, a Fraport assumiu o compromisso de investir R$ 1,5 bilhão no terminal gaúcho e R$ 800 milhões no aeroporto cearense. No caso das condições de crédito do BNDES, há um teto máximo de 40% de participação do financiamento em relação ao total investido.

De acordo com Andreea, a opção por montar a estrutura financeira dos projetos no mercado brasileiro se deve ao fato de as receitas dos dois aeroportos serem em reais. A executiva destacou ainda que, por contrato, as concessões exigem elevado nível de investimento custeado com capital próprio.

"As receitas que temos no Brasil são em reais. Então, é óbvio que, diante das circunstâncias, o projeto seja financiado também em reais", afirmou a presidente executiva da Fraport Brasil, destacando que os empréstimos com o BNB e o BNDES foram as melhores opções de financiamento.

Debêntures

O BNDES informou ainda que a análise do pedido de empréstimo da Zurich para as obras do Aeroporto de Florianópolis está "bem avançada". A expectativa é que a aprovação e os primeiros desembolsos possam começar em setembro ou outubro. A concessionária Floripa Airport informou, via assessoria de imprensa, que "está no processo final de avaliação das opções de financiamento". Além do empréstimo do BNDES a empresa estuda emissão de debêntures de infraestrutura, títulos de renda fixa.

Já a Vinci Airports, dona da concessionária do Aeroporto de Salvador, informou que as obras serão financiadas por uma combinação de capital próprio, dívida e fluxos de caixa operacionais. "A concessionária está considerando várias fontes de financiamento tanto do BNDES, BNB ou debêntures de infraestrutura", diz a concessionária, em nota. A ideia é configurar a estrutura de financiamento "nos próximos meses".

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você é a favor das novas exigências feitas pelo futuro governo a Cuba para manutenção dos médicos cubanos no Mais Médicos?

Votar
Resultados
TJMS – Campanha do TJMS – SEMANA NACIONAL DA RECONCILIAÇÃO
Rubeola