24 de março de 2019 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Campanhas Institucionais -  Banner - Educação Volta as Aulas
ECONOMIA

Armínio: uma reforma da Previdência 'mais ou menos' vai ser ducha de água fria

11 janeiro 2019 - 16h49

O ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga disse nesta sexta-feira, 11, que "até está com pena" do próximo presidente do BC, Roberto Campos Neto, que vai pegar o País em uma situação bem pior do que ele pegou na década de 1990.

"Naquele tempo tinha um ajuste fiscal a ser feito e a expectativa de crescimento era de menos 4%, não tinha erro. Só tínhamos medo da economia reindexar, aí seria uma outra história", contou durante evento no BC do Rio de Janeiro, que conta com a presença de 14 ex-presidentes do banco e também de Campos Neto.

Fraga disse que a situação fiscal do Brasil é muito ruim, principalmente levando em conta a Previdência, "que é metade dos gastos do governo e sobe a nível assustador".

Ele afirmou esperar que a reforma da Previdência seja "impactante", porque uma reforma "mais ou menos" seria uma ducha de água fria nas expectativas. "Tem que ser focada, com o comprometimento de todos", afirmou em relação ao tema econômico mais polêmico do novo governo, que ainda não teve seu modelo final definido.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você considera que o uso da internet em excesso esteja incentivando os jovens a cometerem suicídio?

Votar
Resultados
DENGUE
IPVA