02 de julho de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Saraiva de Rezende - SR Construtora
PÓS-PANDEMIA?

Michelle Obama é convidada pela Beija-Flor para o desfile de 2021

Agremiação vai apresentar, no Carnaval do ano vem, um enredo sobre racismo

29 junho 2020 - 07h44

A escola de samba do carnaval carioca Beija-Flor enviou carta para convidar a ex-primeira-dama do Estados Unidos a participar do desfile da escola, no ano que vem. É confiança no convite e em que a pandemia do coronavírus já terá abaixado.

As informações são da colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia.

A agremiação vai apresentar, no Carnaval do ano vem, um enredo sobre racismo, e isso motivou Alexandre a fazer o convite a Michelle, uma das personalidades que luta contra o preconceito racial há anos. A mulher do ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, o primeiro presidente negro eleito no país americano, também é advogada e escritora.

Em 2020, a Beija-Flor de Nilópolis encerrou os desfiles do Rio de Janeiro, com o enredo “Se essa rua fosse minha”. Na passagem, a agremiação contou a história de estradas, rotas e caminhos por onde a humanidade passou até desembarcar na rua mais importante do carnaval carioca: a Marquês de Sapucaí.

Em uma das alas, a dos bandeirantes, que conta a história de expedições que abriram caminho pelo Brasil, o destaque foi para cantora Jojo Todynho, que assumiu o papel da escrava Xica da Silva e chamou atenção ao desfilar com os seios descobertos.