15 de agosto de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
 BANNER TCE - Supremacia Lei Licitação PI 2209 (25 a 27/07 e 30 e 31/07)
VARIEDADES

Gigi Hadid rebate críticas: 'Meu corpo mudou porque tenho síndrome de Hashimoto'

Para finalizar, ela declarou que não irá mais se explicar por conta de seu corpo: "Aprendam a ter mais empatia com o outro e a entender a história inteira"

14 fevereiro 2018 - 16h12
Nos últimos anos, fui medicada apropriadamente para ajudar a lidar com os sintomas, que incluem extrema fadiga, problemas no metabolismo e na capacidade do corpo de reter calor
"Nos últimos anos, fui medicada apropriadamente para ajudar a lidar com os sintomas, que incluem extrema fadiga, problemas no metabolismo e na capacidade do corpo de reter calor" - Foto: E+ Estadão

No começo de sua carreira, Gigi Hadid contou com diversas críticas sobre o seu corpo, aparentemente fora do padrão para modelos. Porém, desde então, Gigi perdeu bastante peso e isso também trouxe comentários negativos em suas redes sociais.

Cansada da situação, a modelo resolveu usar o Twitter para explicar por que o seu corpo havia mudado tanto nos últimos anos. Em uma série de tweets, ela explicou que o motivo foi a descoberta da síndrome de Hashimoto, uma doença causada por uma reação do sistema imunológico à glândula da tireoide. "Aqueles que me chamavam de gorda demais para a indústria estavam vendo inflamações e retenção de líquido", contou. "Nos últimos anos, fui medicada apropriadamente para ajudar a lidar com os sintomas, que incluem extrema fadiga, problemas no metabolismo e na capacidade do corpo de reter calor".

Gigi seguiu o desabafo contando que não mudou a sua dieta, mas agora o seu corpo lida com a comida diferentemente: "Eu talvez esteja muito magra para você, honestamente nem eu quero ser tão magra, mas me sinto mais saudável internamente. Eu ainda estou aprendendo e crescendo com o meu corpo, assim como todo mundo". Para finalizar, ela declarou que não irá mais se explicar por conta de seu corpo: "Aprendam a ter mais empatia com o outro e a entender a história inteira".

VAZIO SANITÁRIO
João Bosco e Banda