18 de Janeiro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Banner Educação
VARIEDADES

Fotógrafo de moda Bruce Weber responde acusações de assédio sexual

O modelo obedeceu, lembrando que seu agente havia dito para que se esforçasse para ir bem nas fotos, já que Weber é influente na indústria

3 Janeiro 2018 - 14h53
No Instagram, o fotógrafo respondeu as acusações, se isentando da culpa
No Instagram, o fotógrafo respondeu as acusações, se isentando da culpa - Foto: Neil Hall / Reuters

Nesta quarta, 3, o fotógrafo de moda Bruce Weber respondeu as acusações de assédio sexual feitas pelo modelo Jason Boyce e divulgadas pela revista NY Post em dezembro de 2017.

No processo, Boyce afirmou que, há três anos, foi fazer uma sessão de fotos com Weber e, ao chegar ao local, o fotógrafo rapidamente fechou a porta para o estúdio. Na época, Jason tinha 26 anos e Bruce Weber, 68. O fotógrafo pediu para que Boyce tirasse sua blusa e calças, apesar de ser comum os modelos serem avisados com antecedência se precisarão tirar fotos nus.

O modelo obedeceu, lembrando que seu agente havia dito para que se esforçasse para ir bem nas fotos, já que Weber é influente na indústria. O fotógrafo ainda teria pedido para Boyce colocar as mãos em suas próprias genitálias e colocou seu dedo na boca do modelo, de acordo com o processo. "Senhor Boyce ficou com medo de pensar numa carreira como modelo em uma indústria na qual o senhor Weber é considerado por muitos um fotógrafo top", diz a ação judicial. "Ele desenvolveu depressão, ansiedade e altos níveis de estresse".

No Instagram, o fotógrafo respondeu as acusações, se isentando da culpa.

"Quero falar sobre as afirmações feitas contra mim. Eu nego estas acusações e me defendo vigorosamente", escreveu ele. "Passei minha carreira capturando o espírito humano através de fotografias e estou confiante de que, no devido tempo, a verdade irá prevalecer. Agradeço todo o apoio que recebi."