11 de dezembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
 full banner da campanha da Dengue do Governo
CULTURA

Festival Boca de Cena recebe inscrições até 19 de fevereiro

Serão selecionados dez espetáculos de artistas que atuam no Estado há pelo menos dois anos

12 janeiro 2018 - 16h54Da redação
As apresentações estão previstas para ocorrer em Campo Grande no período de 26 de março a 1° de abril de 2018
As apresentações estão previstas para ocorrer em Campo Grande no período de 26 de março a 1° de abril de 2018 - Divulgação

Grupos, coletivos e companhias teatrais e circenses já podem se inscrever para o edital do Festival Boca de Cena – Mostra Sul-Mato-Grossense de Teatro e Circo 2018. O Edital pode ser baixado aqui: http://www.fundacaodecultura.ms.gov.br/wp-content/uploads/sites/19/2018/01/EDITAL-N.rtf.

Serão selecionados dez espetáculos de artistas que atuam no Estado há pelo menos dois anos. As apresentações acontecem em teatros, espaços alternativos, ruas e praças de Campo Grande.

As inscrições devem ser realizadas pelos proponentes, pessoas físicas ou jurídicas ou seus procuradores até o dia 19 de fevereiro de 2018 e encaminhadas, juntamente com os documentos exigidos, somente através dos Correios, por Sedex para o seguinte endereço:

MOSTRA SUL-MATO-GROSSENSE DE TEATRO E CIRCO/2018 – Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul – Gerência de Difusão Cultural/ Núcleo de Teatro. Memorial da Cultura – Rua Fernando Correa da Costa, 559, 4º Andar. CEP: 79002-820 Campo Grande/MS.

As apresentações estão previstas para ocorrer em Campo Grande no período de 26 de março a 1° de abril de 2018. Todos os espetáculos contam com entrada gratuita.

Boca de Cena – O Festival é realizado desde 2008 pela Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul em comemoração a duas datas importantes: Dia Internacional do Teatro e Dia Nacional do Circo. Ao longo desses nove anos já foram realizadas 123 apresentações, com um público estimado de 22 mil pessoas.

Este ano o Boca de Cena contará com 15 apresentações gratuitas de espetáculos além de outras 15 atividades, entre oficinas e debates. Uma maratona de mais de 12 horas de cultura, discussões políticas e arte da representação.

“A mostra já está consolidada no calendário cultural do Estado, sendo uma referência entre o público. Conta com a parceria dos colegiados e universidades, oferecendo legitimidade ao produto cultural numa construção coletiva, com o objetivo de chegar ao principal interessado, o público”, explica Márcio Veiga, gestor de Produção Cultural da Fundação de Cultura.

Rubeola
TJMS – Campanha do TJMS – SEMANA NACIONAL DA RECONCILIAÇÃO