12 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
agecom
FESTAS

Confira 5 dicas para escolher os vinhos para o Natal e Reveillon

Profissionais orientam quanto à escolha da bebida nas festas de fim de ano.

21 dezembro 2015 - 14h27
FAMASUL - SENAR

As festas de final de ano são sempre recheadas por pratos típicos da época. Cada família tem sua tradição, mas normalmente peru, Chester, carne de porco e bacalhau têm lugar garantido na mesa dos brasileiros no Natal ou no Réveillon. E escolher os vinhos para acompanhar estes pratos nem sempre é tarefa das mais fáceis! São diversos pratos consumidos por muitas pessoas com paladares diferentes na mesa refeição. Como harmonizar corretamente? Como agradar todo mundo? Como não errar na quantidade?

Por isso, os profissionais especializados em vinhos da Ville du Vin (www.villeduvin.com.br), prepararam algumas dicas para tornar essa tarefa em uma agradável experiência.

A comida é determinante

Antes de qualquer coisa, é preciso levar em consideração o tipo de comida que será servida nas ocasiões. Peru e Chester, por exemplo, são carnes delicadas e leves, que podem ser harmonizadas com brancos de médio a encorpados. Outro detalhe que pode mudar esse cenário é o molho, que geralmente é usado para complementar o prato. Se o molho for forte e gorduroso, cítrico ou adocicado.... O importante é escolher um vinho que faça um contraponto a estes adjetivos. Abrindo espaço aos vinhos tintos leves e de médio corpo como, por exemplo, os vinhos de Borgonha ou feitos com a uva Pinot Noir.

Champagne, espumante ou prosseco?

No Réveillon é com champagne, espumante ou prosseco que se brinda. Nem todo mundo tem condição de comprar uma verdadeira champagne e o mercado está cheio de opções de espumantes e prossecos de qualidade que tem ótimo custo x benefício. Neste caso, a escolha deve ser feita pela faixa de preço: existem espumantes, proseccos e Cavas, de excelente custo beneficio, até R$ 100. Já as Champagnes, podem ser adquiridas a partir de R$ 249 e pode-se escolher entre as versões: Brut (seco), demi sec (semi-seco), extra brut (extra-seco), rosé ou branca.

Determine um orçamento

Existem vinhos de todas as faixas de preços e um vinho barato não significa necessariamente que ele seja ruim. Então, determine quanto quer gastar com as bebidas e peça ajuda em lojas especializadas para que seu orçamento seja gasto com rótulos que tenham bom custo x benefício para a ocasião.

Considere as preferências 

Claro que é muito difícil agradar todo mundo. Mas, se possível, tenha uma variedade de rótulos desde os leves até os mais encorpados. Assim, aumenta sua possibilidade de agradar ao maior número de convidados.

Calcule as quantidades

Para se fazer apenas um brinde, com espumante ou champanhe, uma garrafa chega servir até oito taças. Já em um jantar mais formal, uma garrafa de vinho irá servir apenas quatro taças.

 

Banner Whatsapp Desktop
agecom - fullbanner
Cornavirus