04 de julho de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Saraiva de Rezende - SR Construtora
CORONAVÍRUS

Eficácia das medidas de combate à Covid depende do apoio da população no isolamento social

Embora o poder público tenha implantado centenas de ações, a participação da sociedade no que diz respeito ao distanciamento social uso de máscaras e higiene das mãos

30 junho 2020 - 11h47
O índice mapeado nesta segunda-feira (29.6) foi de 38,4%.
O índice mapeado nesta segunda-feira (29.6) foi de 38,4%. - (Foto: Chico Ribeiro)

As medidas de isolamento social são fundamentais para conter a transmissão do novo coronavírus. E isso não é uma exclusividade de Mato Grosso do Sul, mas sim a única solução disponível em todo o mundo.

Embora o poder público tenha implantado centenas de ações, a participação da sociedade no que diz respeito ao distanciamento social uso de máscaras e higiene das mãos, pode fazer total diferença para frear ou acelerar ainda mais a curva de contágio da doença que já beira os 8 mil infectados e 76 óbitos no boletim oficial atualizado desta terça-feira (30.6). 

Na contramão dos indicadores de avanço da doença, estão as taxas de recolhimento que seguem muito abaixo do solicitado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) que tem pedido mínimo de 60%. O índice mapeado nesta segunda-feira (29.6) foi de 38,4%. Se comparado as outras quatro do mesmo mês, as taxas apresentam oscilação: 37,4% (1), 35,1% (8), 36,1% (15), e 36,7% (22).

Histórico de isolamento social em Campo Grande desde o dia 1° de junho

O mesmo se repete na Capital que neste início de semana teve adesão de 37,9%. Mesmo com a taxa de isolamento abaixo do ideal, a média foi a melhor registrada para todas as segundas-feiras do mês de junho que foram de 36,7% (1), 34,5% (8), 35,3% (15), e 36,5% (22).

Nos demais municípios do interior do Estado, as taxas mapeadas para o dia variam entre 28,2% em Sete Quedas, e 55% registrado em Caracol. Confira aqui a lista completa de cidades sul-mato-grossenses.

O secretário de saúde, Geraldo Resende voltou a pedir a colaboração da sociedade nesse processo. “Infelizmente não estamos tendo o apoio da população nesse enfrentamento. Só vamos vencer essa guerra se tivermos a contribuição de cada cidadão do MS. Isolamento social, uso de máscara, e medidas de higiene”, reforçou.