12 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
maracaju dengue
SAFRA PREJUDICADA

Chuva acima da média atrapalha safra na segunda quinzena de novembro

O diagnostico da safra 2015/2016 foi apresentado pela Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul, com moagem até 30 de novembro.

8 dezembro 2015 - 17h05DA REDAÇÃO
O volume acumulado de cana-de-açúcar processada até o momento é de 41,47 milhões de toneladas, 7% maior em relação ao mesmo momento na safra anterior.
O volume acumulado de cana-de-açúcar processada até o momento é de 41,47 milhões de toneladas, 7% maior em relação ao mesmo momento na safra anterior. - Divulgação
FAMASUL - SENAR

A Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul, apresentou os dados da safra 2015/2016 com moagem até 30 de novembro. O acompanhamento da safra de cana-de-açúcar no MS é informado quinzenalmente, a safra começou em abril/2015 e deve seguir até janeiro/2016.

O volume acumulado de cana-de-açúcar processada até o momento é de 41,47 milhões de toneladas, 7% maior em relação ao mesmo momento na safra anterior. 

Na segunda quinzena de outubro foram processadas 1,3 milhão de toneladas de cana, 29,48% menor que no mesmo período na safra passada.  
O índice que mede a qualidade da matéria prima, o ATR/TC (Açúcares Totais Recuperáveis por tonelada de cana) atingiu 130,41 kg no acumulado, volume praticamente igual que o da safra passada e na quinzena, atingiu 122,40kg.

Até a segunda quinzena de novembro foram produzidas 1,19 milhão toneladas de açúcar, volume 4% menor que a produção registrada anteriormente, que foi de 1,24 milhão de toneladas.

Dados referentes à produção de etanol registram que o acumulado até 30 de novembro foram produzidos 594,2 milhões de litros de etanol anidro e 1,86 bilhão de litros de etanol hidratado, resultando 2,45 bilhões de litros de biocombustível produzido, volume 11,31% maior que na safra 2014/2015.

Segundo o Presidente da Biosul Roberto Hollanda: “A chuva atrapalhou muito a safra em novembro, choveu mais que o dobro da média histórica e isso fez com que as usinas do Estado ficassem paradas muitos dias, porém já prevíamos uma prorrogação da safra, que vai até janeiro ou fevereiro de 2016, assim acreditamos que podemos alcançar o crescimento de 15% conforme a expectativa divulgada no início da safra.”

Banner Whatsapp Desktop
agecom - fullbanner
Cornavirus