24 de fevereiro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
COTOLENGO
Cláudio Humberto

Política

Jogada tenta encarecer e inviabilizar energia solar

17 outubro 2019 - 10h12Por Cláudio Humberto

 

“Eu só quero transparência, tá ok?”

Presidente Jair Bolsonaro sobre a briga que arrumou com o PSL, seu próprio partido

 

Jogada tenta encarecer e inviabilizar energia solar

A serviço das distribuidoras de energia, a “agência reguladora” Aneel vai golpear quem investiu em geração de energia solar. Em “consulta pública”, a Aneel finge submeter a “debate” o que já está decidido: taxar consumidores que acreditaram na seriedade das suas decisões e investiram em sistemas de geração solar. Já são 120.000 instalados no País. O golpe objetiva criar um faturamento extra para as poderosas distribuidoras, encarecendo e desestimulando o uso de energia solar.

 

Mão grande

Com a mudança vergonhosa, o consumidor passará a pagar pelo uso da rede da distribuidora e até pelos encargos cobrados na conta de luz. 

 

São uns artistas...

A alegação cínica é que, hoje, a distribuidora devolve “praticamente sem custos” a energia que o consumidor gera a mais durante o dia.

 

O inverso não vale

O argumento falacioso esconde que a distribuidora também recebe “praticamente sem custo” a energia gerada pelo consumidor.

 

Socorro, polícia

Nos últimos 7 anos, a geração solar distribuída gerou mais de 40.000 empregos. Bom motivo para a Polícia Federal ficar de olho na armação.

 

Bolsonaro será o maior ‘cabo eleitoral’ no Rio

Levantamento do instituto Paraná Pesquisa realizado entre os dias 11 e 15 deste mês, na cidade do Rio de Janeiro, mostra que o presidente Jair Bolsonaro e o governador Wilson Witzel, do PSC, serão eleitores importantes na disputa municipal. Segundo a pesquisa, 49,9% dos cariocas aprovam o governo Bolsonaro e 45,4% o desaprovam, com impressionantes 37,1% que o avaliam bom e ótimo. Witzel é aprovado por 47,8% e reprovado por outros 47,3%, em um rigoroso empate.

 

Fundamental

Para o diretor do Paraná Pesquisa, Murilo Hidalgo, a participação do presidente e do governador será “fundamental” na eleição.

 

Esquerda fragmentada

Se PT, PSOL e etc se unissem, representariam uma força eleitoral importante, mas a esquerda está fragmentada, observa Hidalgo.

 

Dados da pesquisa

O Paraná Pesquisa entrevistou 1.002 eleitores no município do Rio de Janeiro para a pesquisa que tem margem de erro de 3%.

 

CPI contra exploração

Os deputados Fabio Mitidieri (PSD-SE), Fabio Reis (MDB-SE) e Fabio Henrique (PDT-SE) protocolaram nesta quarta (16) o requerimento de criação da CPI dos Preços das Passagens Aéreas.

 

Suspeitos de sempre

Lula era o mais citado no relatório final da CPI do BNDES, à frente do dono da JBS/Friboi Joesley Batista e do ex-ministro Guido Mantega. Os três seriam indiciados, mas o PT se aliou ao centrão e CPI virou pizza.

 

Maioria é que manda

Se o líder do PSL, Delegado Waldir (GO), não representa a maioria do partido, a substituição é fácil: basta metade mais um da bancada assinar um papel indicando o substituto. Mas aí está a dificuldade.

 

Jogo arriscado

O presidente Jair Bolsonaro parece desdenhar do risco que corre ao promover a divisão do próprio partido. Presidentes que desdenharam dos apoiadores, na História recente, acabaram sofrendo impeachment.

 

Vida pessoal de JK

Está em gestação uma completa biografia do ex-presidente Juscelino Kubitschek. Terá três volumes. O autor, Lucas Figueiredo, escritor e jornalista, dá tratos à obra em um chalé da Suíça, onde reside. A cereja do bolo é a vida pessoal do político. Sairá pela Companhia das Letras.

 

Lobby interno

O desempenho foi tão fraco desde a criação em 2007, que servidores públicos vão “relançar” sua própria frente parlamentar. A ideia é pressionar para manter regalias, salários altos e a infame estabilidade.

 

Pagando dívidas

A concessão de crédito para renegociação de dívidas cresceu 32,9% entre janeiro e agosto, em relação a 2018, segundo o Banco Central. Consequência óbvia da queda nos juros.

 

Puxadinho é para isso mesmo

Após apresentação de relatório favorável à PEC que prevê prisão após condenação em 2ª instância, o Psol pediu vista e interrompeu a sessão. Se fosse um pedido do PT ficaria muito na cara.

 

Pensando bem...

...essas agências reguladoras precisam passar por uma regulagem urgentemente.

 

PODER SEM PUDOR

O fogo da juventude

Eliseu Resende era senador septuagenário quando lembrou da candidatura ao governo de Minas, em 1982, contra Tancredo Neves. Inexperiente, cometeu um erro ao criticar a idade do adversário: “Não podemos entregar o Estado a quem, numa idade provecta, não pode sustentar o peso da administração.” Tancredo não passou recibo. Foi à TV elogiar o rival e acabar com ele: “Konrad Adenauer deixou o governo da Alemanha aos 80 anos, após reconstruir o país. Já o jovem Nero...”

___

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

        www.diariodopoder.com.br 

 

Deixe seu Comentário

Maestro João Carlos
PMCG